Academia de Letras do Uruguai classifica como 'grave injustiça' a punição de Cavani por racismo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Academia de Letras do Uruguai classifica como 'grave injustiça' a punição de Cavani por racismo

Cavani - Manchester United
Cavani foi suspenso por três jogos pela FA (Foto: AFP)
LANCE! - 02/01/2021 - 12:35
Montevidéu (URU)
A Academia de Letras do Uruguai criticou a punição da Football Association (FA), entidade máxima do futebol inglês, feita ao atacante Cavani, do Manchester United (ING), por racismo. Segundo a associação, em um comunicado, a penalidade é uma "ignorância' e uma "grave injustiça", explicando que o termo "negrito", embora tenha um teor negativo, pode ser utilizado como tratamento afetivo.


>> Veja a classificação do Campeonato Inglês



- As referências a qualidades físicas, morais ou pessoais de outras pessoas são usadas em todas as línguas do mundo para a criação de vocativos, ou seja, expressões para tratar os outros. Em alguns contextos, têm um teor negativo, e muitas vezes os mesmos termos podem ser considerados afetuosos ou amigáveis - diz a Academia no comunicado.

- Na variedade do espanhol no Uruguai, por exemplo, entre casais e amigos, entre pais e filhos, você pode ouvir e ler formas como "gordis, gordito, negri, negrito/a". Na verdade, a pessoa a quem se trata com esses vocativos não precisa ser obesa ou morena para recebê-los - explicou.

E MAIS:
- O uso do vocativo "negrito" por Cavani para se dirigir a "pablofer2222", fã do jogador de futebol, tem esse tipo de teor afetuoso: pelo contexto em que foi escrito, a pessoa a quem foi dirigida e a variedade do espanhol utilizada, o único valor que pode ter o termo "negrito" - e em particular pelo seu diminutivo - é o afetivo - complementou a Academia.

A FA suspendeu por três jogos e aplicou uma multa de 100 mil libras (cerca de R$ 709 mil) a Cavani após uma publicação do jogador no Instagram. Em um story, Cavani foi parabenizado por um amigo e respondeu com "gracias, negrito". A federação interpretou como um post de cunho racista.

O atacante pediu desculpa pela publicação e os Red Devils, em nota, disseram confiar que "a Comissão Reguladora independente deixará claro em suas razões por escrito que Edinson Cavani não é racista, nem havia qualquer intenção racista em relação ao seu cargo".

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance