PC Vasconcelos diz que Mano não passou em 'teste antirracista' em caso de injúria contra Gerson
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

PC Vasconcelos diz que Mano não passou em 'teste antirracista' em caso de injúria contra Gerson

PC Vasconcelos
Reprodução/Sportv
LANCE! - 22/12/2020 - 10:43
Rio de Janeiro (RJ)
O comentarista esportivo PC Vasconcelos, afirmou durante o 'Bem, Amigos', desta segunda-feira, que o ex-treinador do Bahia, Mano Menezes, que chamou a acusação feita por Gerson, do Flamengo, de 'malandragem', não passou no 'teste antirracista'.

- Em nenhum momento ele (Mano) chega e diz: "É, houve isso" (injúria racial). Sempre coloca na condicionante. Ninguém vai relatar episódio de injúria racial sem ter acontecido. É similar a uma mulher quando denuncia estupro. Ela não vai inventar estupro. O que tivemos ontem foi aquele episódio em que todo mundo se diz não-racista. Mas aí vem o teste. A prova. E geralmente, na prova, o brasileiro é reprovado. Porque são nos atos, nas ações, nas palavras que você vai mostrar se você é um antirracista. Dizer é fácil, todo mundo diz há séculos - afirmou.

- O Brasil tem essa ideia de que aqui foi uma democracia racial, e ainda em que para as novas gerações essa ideia não vai vigorar. O que vimos ontem no Maracanã foi um episódio lamentável de uma semana tristíssima, porque no meio da semana, não nos esqueçamos, o menino Luiz Eduardo, de 11 anos, foi vítima de injúria racial. A prática do racismo está se tornando cada vez mais comum. A única diferença em relação a épocas anteriores é que a resposta está sendo muito ativa - completou.

E MAIS:
PC ainda falou que a escolha da punição não deve ser feito em um tribunal somente de homens brancos, e que é necessário a participação de pessoas que entendam o sofrimento da vítima.

- É necessário que se defina um código de punição, mas ela não pode ser feita só pelos homens brancos. Eles não vivem o problema. O máximo que podem dizer é "sinto muito". Não dá legitimidade. Tem que ser pessoas que tenham convivência para chegar e discutir a questão. Se trancar vários homens brancos num salão e eles decidirem sobre que punição faremos por injúria racial não vai funcionar. A estrutura de poder precisa ser mudada para que o povo negro tenha representatividade. Se não, vai ser mais do mesmo - analisou.

ATITUDE DE MANO
O jogo entre Flamengo e Bahia repercutiu nas redes sociais desde o início, após a expulsão de Gabigol por ofensas ao árbitro Flávio Rodrigues. Mas a acusação de racismo foi o tema mais comentado. Além das críticas direcionadas à Índio Ramírez, o técnico Mano Menezes também foi alvo dos torcedores na web. O treinador saiu em defesa do colombiano durante a partida e debochou da acusação de Gerson.

Na sequência, Mano Menezes reclamou do comportamento de Gerson, cobrou a expulsão do meia do Flamengo e defendeu Ramírez. O treinador ainda questionou o tempo de paralisação e afirmou que o camisa 8 "tem que tomar bico do Daniel", relembrando da discussão entre ele e Daniel Alves nos duelos entre Flamengo e São Paulo.

Facebook Lance Twitter Lance