Ídolo na Coreia, Cesinha explica protocolo contra COVID-19 em jogos no país: 'Tudo novo para gente'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Ídolo na Coreia, Cesinha explica protocolo contra COVID-19 em jogos no país: 'Tudo novo para gente'

Cesinha - Daegu
Contra a Juventus (ITA), Cesinha brilhou, fez a comemoração de Cristiano Ronaldo e falou com o craque (Divulgação)
Rodrigo Portella* - 20/05/2020 - 13:56
Rio de Janeiro (RJ)
O meio-campista Cesinha, destaque brasileiro do Daegu, da Coreia do Sul, participou do "De casa com o L!", nesta quarta-feira e contou como está sendo atuar em um dos poucos campeonatos de futebol durante a pandemia do coronavírus. O camisa 11 ainda abriu o jogo em bate-papo na live.

- Está tudo novo aqui para a gente. Em questão de chegar no estádio e não ver os torcedores, parece até treino. Quando chegamos ao estádio, ficamos à 1 metro de distância dos outros jogadores, é aferida a nossa febre, sempre com máscara e álcool gel. Depois segue pro jogo. Quando a bola rola, a gente nem lembra mais desse COVID - disse o ídolo do clube.

Desde 2016 no time, Cesinha é um dos grandes nomes da K-Legue. Tendo sido eleito o melhor atleta da competição em 2018 e entrado na seleção do país naquele ano, o jogador lembrou ao L! a idolatria dos sul-coreanos e mencionou o carinho dos torcedores pelo futebol.

A Coreia do Sul foi um dos poucos países que conseguiu diminuir rapidamente as taxas de infectados pela COVID. Mesmo antes do início do campeonato, em maio deste ano, o surto no local não afetou fortemente o futebol. Contudo, o jogador revela que ficou com receio. 

- Para eles é normal. Bem antes da COVID, eles já tinham o hábito de usar máscara. Quando disseram que voltaria o campeonato, fiquei com receio. Eram poucos casos, mas estava tendo. A gente fica com um pouco de medo. Aqui está controlado, mas o Brasil deve esperar um pouco, até pelo número de casos e mortes. Tem que ser adiado. Primeiro a saúde, mas claro que o mundo fica sem graça sem o futebol.

Durante a conversa com o L! por meio de uma  live no Instagram (@diariolance), Cesinha explicou os protocolos adotados no país para que sejam evitados novos contágios no país. 

- Máscara e álcool gel sempre. Ficamos distantes, aquecemos cada um com uma garrafinha, falaram para se conter nas comemorações de gol, sem abraçar. Até evitar cuspir no campo. É estranho não poder comemorar e estar sem torcida. Só de estar jogando sem torcedor… Parece que estamos treinando. Escutamos até a conversa dos gandulas, faz falta aquele grito do torcedor que nos faz até correr mais. Muito estranho. Quando faz gol, levanta o punho e comemora, mas é muito estranho (risos).

SOBRE O 'DE CASA COM O LANCE!'
O "De casa com o LANCE!" é um programa apresentado exclusivamente através do Instagram do site. No formato home office, nossa equipe irá receber convidados especiais de diferentes esferas, como atletas, profissionais e influenciadores digitais, além da participação dos leitores com perguntas ao vivo. Para não ficar fora, acompanhe o nosso Instagram (@diariolance) e o Twitter (@lancenet).

*sob supervisão de Tadeu Rocha


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance