Após fazerem sucesso nas redes, compositores de 'Arigatô, Fogão' falam de samba para japonês Honda
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Após fazerem sucesso nas redes, compositores de 'Arigatô, Fogão' falam de samba para japonês Honda

Leo Russo Adnet
Wanderley Monteiro, Léo Russo e Marcelo Adnet são botafoguenses e amantes do samba (Reprodução/ Instagram)
Rodrigo Portella - 12/02/2020 - 09:20
Rio de Janeiro (RJ)
Entre o Botafogo e o samba existe uma ligação especial: além de nomes conhecidos que torciam pelo Alvinegro, um samba ficou na boca dos torcedores após a chegada do craque japonês Keisuke Honda ao clube carioca. O meio-campista é a grande contratação do Glorioso para a temporada de 2020.

Embora o time Alvinegro tenha sofrido com a eliminação da Taça Guanabara e com a demissão do técnico Alberto Valentim, a grande festa dos torcedores ficou com o desembarque do novo camisa 4 e a repercussão nas redes sociais com o ídolo japonês.

Com isso, Léo Russo, Marcelo Adnet e Wanderley Monteiro, amantes do samba, resolveram criar uma homenagem ao atleta. Vale lembrar que no mundo do samba, os botafoguenses tem como personagens destacáveis Beth Carvalho e Zeca Pagodinho, grandes nomes recentes do mundo da música.

Ao LANCE!, os compositores do samba "Arigatô, Fogão" afirmaram estarem empolgados com a mistura de sushi e feijoada, e comentaram a repercussão da canção, que promete ser uma marca do japonês no Rio de Janeiro.


- Dois amigos comentaram sobre a chegada do Honda. Comecei a fazer a música, fiz um início da canção e liguei para o Wanderley Monteiro, consagrado, campeão no samba, e chamei ele; Nisso lembrei do Marcelo Adnet. Sentamos para fazer a música na quarta-feira (5/02) e em poucas horas ela estava pronta - disse Léo Russo, que é cantor e compositor, e seguiu:

- Nisso gravamos e viralizou no Whatsapp, Instagram,... A torcida adorou o samba, bem botafoguense - afirmou o apaixonado pelo time de General Severiano.

Russo ainda esteve com o novo atleta do Glorioso durante a festa de apresentação, no Nilton Santos, no último sábado, e cantou a música com o craque, que parecia pouco entender da Língua Portuguesa.

Ver essa foto no Instagram

Arigatô, Fogo! Ele ouviu desde ontem e gostou do samba. Boa sorte, @keisukehonda! 🎼😀👍🇯🇵🌟⚫️⚪️

Uma publicação compartilhada por Leo Russo 🎤 (@leorussooficial) em

- Como esse ano assino com parceiros o samba da São Clemente e Botafogo Samba Clube (junção) , gostei muito da experiência e o samba já faz parte da minha vida. A visita deles lá em casa rendeu uns chopes e esse samba em homenagem a Keisuke Honda - lembrou o humorista Marcelo Adnet.

Veja o que disseram os compositores sobre o vídeo que bombou e sobre as expectativas com Honda nos campos brasileiros:

Como surgiu a ideia de fazer a canção para o Honda?
Wanderley Monteiro: - O Léo Russo me ligou com a ideia dizendo que ia convidar também o Marcelo. Eu gostei de primeira. Então ele mandou a primeira parte que já tinha feito e, eu dei sequência aquela ideia. Depois fomos ajeitando uma palavra aqui outra ali, sobe a melodia ali, desce aqui, e assim fizemos o samba - explicou Wanderley , cantor e compositor de sambas.

Léo Russo: - É um negócio interessante. Um clube carioca contratando um jogador consagrado do Japão. Ele jogou três Copas do Mundo... E resolvemos misturar a feijoada com sushi. Nós fizemos o vídeo, ficou legal e tem muito torcedor de outros clubes me dizendo que curtiu a música. O samba é isso... - completou.

O que vocês esperam do meia japonês no Glorioso?
Marcelo Adnet: - Um ansioso, mas em paz. O Botafoguense é defumado pelo pessimismo e realismo então sabe reconhecer os momentos mais positivos. O Honda é elegante, simpático, educado, dedicado. Já somos fãs! Yokoso Honda! ("Bem-vindo, Honda", em japonês) - ponderou o comediante.

Léo Russo: - Espero que o Honda honre a camisa do Botafogo. Nós elogiamos ele na música, tratamos com carinho, mas esperamos que ele "honre a camisa do Mané", como na música. Mais um gringo dando alegrias aos botafoguenses, com o Loco Abreu, Seedorf - comentou o torcedor do Glorioso, que reafirmou a ligação do clube com o estilo musical:

- Se virar música de arquibancada, melhor ainda. Estaremos lá cantando junto. É bom lembrar que Botafogo e samba têm tudo a ver: Beth carvalho, Clara Nunes, Luiz Carlos da Vila, Roberto Ribeiro, o mestre Zeca Pagodinho - finalizou.

Wanderley Monteiro: - Meu Clube passa por uma grave crise financeira. No futebol tudo é aposta, haja vista Montillo, Diego Souza, ou um pouco mais atrás, Valdeir, Marinho Chagas e etc. Estou esperançoso que dê certo. Vamos torcer - apostou o artista.

Embora o craque não tenha estreado ainda nos campos brasileiros, ele acompanhou, neste domingo, a goleada do Fluminense sobre o seu novo clube, por 3 a 0, no Maracanã. Além disso, os dirigentes prepararam uma festa para os torcedores, no sábado, conhecerem meia japonês.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance