Fluminense volta a ter salários em dia, faz novo acordo com atletas e respira aliviado
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Fluminense volta a ter salários em dia, faz novo acordo com atletas e respira aliviado

Fluminense x Botafogo
Jogadores comemoram após gol contra o Botafogo em amistoso (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)
Luiza Sá - 30/07/2020 - 06:00
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense tem os salários em dia pela primeira vez em 2020. Mesmo no meio da pandemia do novo coronavírus, o clube conseguiu honrar os compromissos com atletas e funcionários após acertar os valores de maio e junho na última terça-feira. Neste momento, por conta do acordo feito, falta apenas 50% do mês de abril para os jogadores, que poderá ser pago até o fim do ano e, portanto, não contabiliza como atraso.

O LANCE! apurou que os jogadores do Flu aceitaram uma nova redução salarial de 25% em junho. Por isso, como o clube já havia pago 75% dos vencimentos, as dívidas estão zeradas. A folha de julho vence apenas no quinto dia útil do próximo mês, uma sexta-feira, dia 7 de agosto. Além disso foi feito um acordo para funcionários que recebem mais de R$ 4 mil mensais. A redução é em cima do valor excedido aos R$ 4 mil e valerá para os meses de julho, agosto e setembro. Em contrapartida, esse grupo de profissionais terá os empregos assegurados até dezembro.

Não ter atrasos era a principal promessa de Mário Bittencourt quando foi eleito em junho de 2019. Nesse período, a diretoria pagou 16 folhas da CLT. Com relação aos direitos de imagem, o clube também acertou dezembro, janeiro e o restante de fevereiro, restando dois meses abertos. Nos meses em que a redução salarial esteve em vigor, isso também foi aplicado a esses direitos. Nem todos os jogadores do elenco recebem essa quantia. Por isso, o clube respira mais aliviado neste momento.

Até o momento, o Fluminense é o único clube do Rio de Janeiro que não fez nenhum corte ou suspensão de contrato desde o início da pandemia da Covid-19. O clube conseguiu equilibrar a queda de receitas e as dívidas com ganhos importantes, como o crescimento do sócio-torcedor, e pagou cinco folhas salariais nesse período.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance