No retorno ao Flu, Wellington Silva elogia Odair e projeta ano vitorioso
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

No retorno ao Flu, Wellington Silva elogia Odair e projeta ano vitorioso

Wellington Silva - Fluminense
Wellington Silva está ansioso para reestrear pelo Flu (Foto: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE FC)
Fernanda Teixeira - 07/02/2020 - 14:37
Rio de Janeiro (RJ)
A manhã de sexta-feira foi de novidades no CT Carlos José Castillo no Fluminense. O clube apresentou os atacantes Fernando Pacheco e Wellington Silva e o goleiro João Lopes, reforços para a temporada de 2020. Mais conhecido do trio, Silva chega para a terceira passagem pelo clube, após passagem pelo Internacional. Segundo ele, a boa relação com o técnico Odair Hellmann, com quem trabalhou por quase dois anos no Colorado, foi determinante para a decisão de retornar ao Tricolor. O jogador de 27 anos não escondeu a ansiedade de reestrear com a camisa do clube de coração. 

– Trabalhei dois anos com o Odair. É um grande treinador. Quando conversamos, não tive dúvidas. Tanto por ele ser esse grande treinador, como por se tratar do Fluminense. Ele é muito bom de grupo, sincero, conversa antes de tomar decisões. É divertido,mas se tem que ser sério ele vai ser. Estou feliz de trabalhar de novo com ele, já estou adaptado ao que ele gosta. Quero agradecê-lo pela força que me deu para voltar para casa. Estou ansioso. Já passei muitos anos aqui,mas parece a primeira vez. Agora vou focar para dar o melhor pelo Fluminense, como sempre fiz – afirmou Silva. 

Revelado na base do clube, Wellington Silva foi promovido aos profissionais aos 17 anos. Ao todo foram 83 jogos, 11 gols com a camisa verde, branco e grená, além do título de campeão brasileiro em 2010. Regularizado, Wellington Silva vai poder fazer a sua reestreia pelo Fluminense neste domingo, no clássico contra o Botafogo, no Maracanã. 



– O Fluminense, como todos sabem, é a minha casa. Já passei muitos anos aqui. É uma honra vestir novamente essa camisa mas também um desafio. Não é fácil vestir essa camisa. Para representá-la, é preciso dar a vida. É o que venho fazendo. Não tenho palavras para agradecer. Estou muito grato pela oportunidade. Quero que os jogos cheguem logo para eu poder estrear e dar alegria aos torcedores. 


E MAIS:
'Zerado' das lesões

O novo dono da camisa 17 falou sobre a experiência adquirida nos anos longe das Laranjeiras. Para ele, a evolução neste tempo foi constante e só tem a agregar na nova etapa. O atacante também agradeceu o carinho dos torcedores, que não diminuiu nem quando ele estava fora.

– Eu comecei com 17 no profissional, hoje tenho 27. A cada ano vamos crescendo, aprendendo evoluindo. Chego bem mais maduro, mais consciente, com a cabeça muito melhor. Espero ajudar o clube da melhor maneira. E devolver o carinho dos torcedores.Em todo este tempo que estive fora sempre me mandaram mensagens, pediam para eu voltar. Hoje, não tenho dúvidas de que estão felizes. Espero que a gente tenha um grande ano juntos novamente.

Wellington revelou, ainda, não ter preocupações com as lesões que o impediram de ter uma sequência no Internacional. O jogador garantiu estar bem fisicamente e tomando medidas preventivas para conseguir ter uma boa sequência em 2020. 

– Estou jogando há dois anos sem sentir dor. Estou zerado, pronto para jogar. E voltar a ser feliz. Espero não lesionar, completar o máximo de jogos possível. Daqui para frente é um nova história, espero que positiva. Estou me cuidando para isso, faço academia todo dia para não voltar a sentir – finalizou. 

A estreia do velho conhecido da torcida pode ser no próximo domingo, no clássico com o Botafogo, no Maracanã, pela Taça Guanabara, às 16h. O jogador já foi regularizado e está apto para jogar. 

Facebook Lance Twitter Lance