Mário Bittencourt negocia nova redução salarial no Fluminense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mário Bittencourt negocia nova redução salarial no Fluminense

Mário Bittencourt
Presidente do Flu negocia redução salarial com elenco e funcionários (Foto: Mailson Santana|Fluminense)
LANCE! - 23/07/2020 - 13:13
Rio de Janeiro (RJ)
O elenco do Fluminense pode ter uma nova redução salarial referente ao mês de junho, segundo revelou o  presidente do clube Mário Bittencourt, na última quarta-feira. Em transmissão ao vivo em que conversou com o cirurgião Marcelo Ferreira, no Instagram, o mandatário admitiu ter aberto negociações com os atletas e comissão técnica, que anteriormente já haviam aceitado diminuir os vencimentos relativos aos vencimentos de março, abril e maio.

– No Fluminense, partiu dos próprios diretores, executivos de todas as áreas, a redução de 15% dos salários. Com os jogadores, conseguimos um acordo onde eles em março renunciaram a 15% e deram desconto de mais 20% para pagar na frente; em abril pagamos 50% das férias, que ficaram nesse mês pela pandemia, e vamos pagar os outros 50% mais o terço constitucional só em dezembro; e em maio eles renunciaram a 25%. Em junho seguimos em negociação sobre a renúncia de 25%. Ainda não batemos o martelo com relação ao elenco profissional – revelou Bittencourt.

No trato anterior, clube e jogadores concordaram em abrir nova negociação, caso a paralisação do futebol persistisse. O Tricolor voltou a campo no último dia 28  para a disputa do Campeonato Carioca. Além de junho, o clube deve também a folha de maio. Os valores referentes ao pagamento de direitos e imagem estão em atraso desde dezembro do ano passado. 

O presidente do Flu também negocia junto ao Sindicato dos Funcionários em Clubes (Sindeclubes) uma redução salarial do quadro de funcionários, visando a manutenção de empregos.  

– Tem o sindicato dos atletas e dos empregados em clubes. Vai ter uma assembleia semana que vem para a gente conseguir algum tipo de redução. Por que isso? A nossa filosofia foi a manutenção dos empregos. A gente teve duas coisas positivas: não mandarmos nenhum funcionário embora e também não tivemos, felizmente até o momento, nenhum óbito por contaminação de Covid-19, e estamos falando de um clube que tem 700 funcionários. Justamente porque a gente colocou os funcionários em quarentena, agraciou com cestas básicas, e isso nitidamente fez um efeito muito positivo no controle da pandemia na nossa comunidade do Fluminense – concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance