Evanilson tem início promissor e já supera outros camisas 9 do Flu
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Evanilson tem início promissor e já supera outros camisas 9 do Flu

Evanilson comemora após deixar sua marca
Com gols decisivos, Evanilson se firma cada vez mais no ataque tricolor (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)
Joel Silva - 16/03/2020 - 07:30
Rio de Janeiro (RJ)
O gol marcado diante do Vasco, além de iniciar o que seria a vitória do Fluminense, fez Evanilson superar o começo da trajetória de Fred com a camisa tricolor. Em 13 jogos, quatro saindo do banco de reservas, a cria de Xerém balançou as redes sete vezes. Já o ídolo fez um gol a menos em suas 13 primeiras partidas, mesmo sendo titular em todas. O que torna o feito ainda mais especial é o peso dos gols do novo camisa 9.

Na sua estreia como titular, Evanilson marcou dois diante do Corinthians, em Itaquera, garantindo a vitória do Fluminense por 2 a 1, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2019. Na sequência fez contra o Unión La Calera (CHI), no Maracanã, pela Copa Sul-Americana deste ano. Depois guardou um na derrota para o Flamengo por 3 a 2, na semifinal da Taça Guanabara. Já na Taça Rio, balançou duas vezes as redes do Madureira na vitória de virada por 5 a 1, e por fim, deixou sua marca novamente em um clássico, dessa vez diante do Cruz-Maltino.

- É uma felicidade imensa conseguir marcar gols decisivos contra fortes equipes. Fico feliz com o empenho do grupo, com o Nenê pelo passe, estou devendo um jantar para ele. Teve outra mas o cara (Ricardo, zagueiro do Vasco) me derrubou. O mais importante é que a gente saiu com a vitória e os gols estão saindo - disse Evanilson após o jogo diante do Vasco.

TABELA
Confira a classificação da Taça Rio




Já Fred fez os seus primeiros gols diante de rivais mais modestos. Em sua estreia, marcou dois diante do Macaé, na vitória do Fluminense pela Taça Rio de 2009, por 3 a 1. Voltou a marcar contra o Bangu, depois fez contra Águia e Goiás em fases iniciais da Copa do Brasil e no 13º jogo, balançou as redes do Náutico, pelo Brasileirão.

O curioso é que Fred e Evanilson devem ser companheiros de equipe e brigar por uma vaga no ataque tricolor, já que o ídolo está nos planos do presidente Mário Bittencourt. O mandatário inclusive revelou recentemente que espera contar com o veterano para a disputa do Campeonato Brasileiro. A dúvida é saber quem vai usar a camisa 9. Atualmente o número pertence a cria de Xerém e o jogador está merecendo continuar usando.

CRIA X CRIA

Na comparação com Pedro, Evanilson leva ampla vantagem, no entanto, é necessário analisar algumas situações. O atacante, atualmente no Flamengo, marcou três gols em seus primeiros 13 jogos, porém em apenas quatro foi titular. Além disso, quando recebeu as oportunidades no time profissional, o ex-camisa 9 era mais novo que o atual, circunstância que deve ser levada em consideração.

Pedro estreou com 18 anos, em março de 2016. Na mesma temporada, fez mais três jogos, porém já tinha completado 19 anos. Com a mesma idade, entrou em campo pela 13ª vez e nesse período, fez três gols. O auge aconteceu em 2018, quando marcou muitos gols, isso com 20 anos, a mesma que tem Evanilson atualmente.

O dono da camisa 9 tricolor também debutou nos profissionais com 18 anos. Isso aconteceu em janeiro de 2018, na derrota do Fluminense para o Boavista, por 3 a 1, pela Taça Guanabara. No entanto, Evanilson voltou a ter oportunidades somente em novembro do ano passado, já com a idade atual. Durante esse período, o jogador evoluiu o seu futebol nas categorias de base, brilhando pelo time sub-20 em 2019, quando marcou 28 gols em 33 jogos, sendo o artilheiro do Carioca e do Brasileiro da categoria.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance