Diniz, após derrota do Fluminense: 'Merecíamos no mínimo o empate'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Diniz, após derrota do Fluminense: 'Merecíamos no mínimo o empate'

Atlético-MG x Fluminense - Fernando Diniz
Fluminense voltou a conhecer o sabor da derrota neste sábado (Foto: Mailson Santana/Fluminense) 
LANCE! - 11/08/2019 - 00:39
Belo Horizonte (MG)
O Fluminense acabou derrotado por 2 a 1 para o Atlético-MG neste sábado, no Independência, e voltou a flertar com a zona de rebaixamento. Com 12 pontos e na 16ª posição, o Tricolor precisa torcer por um tropeço do Cruzeiro, que enfrenta o Avaí fora de casa, neste domingo, para não retornar ao Z4 ao fim da rodada. Apesar do momento delicado na tabela, o técnico Fernando Diniz mantém o otimismo. 

- Eu acredito muito que vamos sair nessa situação. Precisamos ter consistência. Hoje nós tivemos mais chances de ganhar que o Atlético-MG, por exemplo. Às vezes se faz uma análise de que o time que jogar pior vai vencer, e o que jogar bem vai perder. O time vai sair dessa situação jogando bem. Hoje a gente merecia no mínimo o empate, na minha opinião. Os jogadores estão se entregando, mas temos que ganhar jogo. O Fluminense, com as dificuldades financeiras que tem, consegue sair e enfrentar qualquer adversário de igual para igual - analisou o treinador. 

O segundo do Galo, em Belo Horizonte, veio aos cinco da etapa final, depois que a equipe de Fernando Diniz, pressionada no momento de um tiro de meta, abdicou do 'chutão'. Nenê deu no pé de Elias, que entregou para Ricardo Oliveira sair do jejum de 15 jogos sem marcar. Para o treinador tricolor, a prática de sair jogando com toque rasteiros tem saldo positivo. 



- O time que consegue criar e se impor justamente por esse modelo, porque conseguimos articular lá de trás. Os benefícios desse estilo são maiores do que os malefícios. Hoje cometemos um erro que cometemos muito pouco. O número de vezes é muito maior de quando chegamos na área do adversário, criamos chances, do que de erros - disse. 

MAIS TÓPICOS DA COLETIVA DE FERNANDO DINIZ

Expulsão de Nenê e posicionamento recuado de Ganso
-Ele diz que faz um questionamento normal para a arbitragem, e a arbitragem entende que é para expulsão. Sobre o Ganso, acho que ele pode ficar mais na frente, mas acho que ele fez uma boa partida, como vem fazendo. Não acho que foi determinante para não vencermos. Ele vem e ajuda a articular o passe que fura a primeira alinha de marcação.

Peso do 'resultadismo' no futebol brasileiro e respaldo da diretoria
- Muitas vezes pesa pelas perguntas que vocês fazem, que insistem no assunto. Queremos mudança,  trabalhamos há sete meses, mudamos praticamente o time inteiro no início do ano. Mesmo assim, o time está jogando bem. A diretoria vê que criamos chances e temos jogado bem. Contra o Internacional jogamos bem, contra o São Paulo jogamos bem, e hoje não merecíamos a derrota. 

Pelo Brasileiro, o Tricolor das Laranjeiras volta a campo no próximo domingo, às 16h, diante do CSA, no Maracanã - jogo que precede o duelo pelas quartas da Sul-Americana contra o Corinthians, na quinta-feira.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance