Digão mira vaga na Libertadores e crê em vitória sobre o Atlético-MG
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Digão mira vaga na Libertadores e crê em vitória sobre o Atlético-MG

Fluminense x Internacional - Digão
Digão é o capitão do Fluminense e um dos mais experientes do elenco (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Joel Silva - 07/08/2019 - 20:41
Rio de Janeiro (RJ)
Sem compromisso pela Copa Sul-Americana, o Fluminense está focado nesta semana apenas no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, o Tricolor enfrenta o Atlético-MG, no Independência, pela 14ª rodada. O zagueiro Digão projetou uma partida bastante complicada, porém acredita que o time possa dar continuidade ao bom momento.

- Jogo difícil, como sempre. É um time muito forte, ainda mais em casa, que joga muito vertical. Será um jogo duro. Estamos preparados para encarar qualquer adversário. Claro que respeitamos muito eles, mas vamos lá buscar os três pontos.

A vitória sobre o Internacional tirou o Fluminense da zona de rebaixamento, porém, uma derrota, pode fazer o Tricolor retornar. Para isso, basta Cruzeiro ou Chapecoense vencer na rodada. No entanto, o foco do capitão está na parte de cima da tabela, sonhando quem sabe com uma vaga na Libertadores do ano que vem.



- A posição no Brasileiro incomoda, pelo futebol que apresentamos não é justa. O Brasileiro é difícil, o Santos e o Palmeiras dispararam, mas o Fluminense tem de brigar lá em cima. Vamos correr atrás para brigar por coisas grandes. Se der, vamos beliscar uma vaga na Libertadores.

Com o ataque dando conta do recado, Digão sabe que para o Fluminense ter uma sequência positiva, a defesa precisa acompanhar a evolução. No Campeonato Brasileiro, o Tricolor só não foi vazado no empate contra o Flamengo, que terminou em 0 a 0. Essa situação incomoda o zagueiro, que fez questão de ressaltar que não é um problema exclusivo do setor defensivo.

- A gente tem treinado bastante, se cobra muito internamente. Além do treinador, os jogadores também se cobram. Costumo falar que são 11 marcadores, mas quando leva gol a culpa é do pessoal ali de trás. Sofrer gol incomoda a gente, não é só o torcedor que fica chateado. Vamos trabalhar forte para terminar essa fase. Estamos jogando bem, mas tem essa relaxada no final e acabamos sofrendo gol bobo.

Com 22 gols sofridos, o Fluminense possui a segunda defesa mais vazada, ganhando apenas da Chapecoense, que levou um a mais.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance