Derrota na Copa do Brasil deixa Odair sob pressão no Fluminense
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Derrota na Copa do Brasil deixa Odair sob pressão no Fluminense

Fluminense x Flamengo - Odair Hellmann
(Foto: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
LANCE! - 13/03/2020 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
A derrota para o Figueirense, na última quarta-feira deixou o Fluminense em situação delicada na Copa do Brasil e aumentou a pressão sobre o técnico Odair Hellmann. Eliminado ainda na primeira fase da Copa Sul-Americana, em fevereiro, o treinador passou a ter o trabalho contestado por parte da torcida desde então. O resultado negativo em Florianópolis fez o tema da demissão do comandante voltar à pauta entre os tricolores. Para acalmar os ânimos, Odair precisa de uma vitória convincente sobre o Vasco, no próximo domingo, pelo Campeonato Carioca.

Para avançar na competição nacional, que garante, ainda, um reforço nas finanças do clube, o Tricolor precisa vencer o time catarinense por dois gols de diferença no jogo de volta no Maracanã, na próxima quinta. O resultado positivo em um clássico no meio do caminho, pode ter o poder de trazer mais confiança aos jogadores, no que já vem sendo encarado como o jogo mais importante do ano. As cobranças se intensificaram, em especial, depois de uma apresentação muito abaixo do esperado, no Orlando Scarpelli.

Contra o Figueirense, o que mais deixou os críticos com um pé atrás sobre o trabalho de Odair foi a falta de criatividade da equipe e a demora do treinador em reagir quando as coisas não funcionavam. Mesmo diante da falta de eficácia do trio de atacantes formado por Evanilson, Marcos Paulo e Wellington Silva, Odair só lançou  Ganso e Fernando Pacheco quando já era tarde. O Camisa 10, que poderia ser uma solução na armação de jogadas ofensivas, entrou quase aos 40 do segundo tempo. 


As variações de posicionamento, sempre defendidas pelo treinador, também têm sido alvo de questionamentos. Contra o Futracão, Odair testou Evanilson, acostumado a jogar centralizado, mais aberto pela direita. Marcos Paulo, acostumado a variar entre ponta esquerda e direita com Wellington Silva, foi posicionado como camisa 9. 


E MAIS:
Vitória em clássico pode aliviar pressão

Apesar de ainda estar no que pode ser considerado o início de um trabalho, o treinador já vê se pressionado antes mesmo do início do Campeonato Brasileiro, diante da realidade do futebol brasileiro, que exige resultados imediatos. A impressão deixada pelo técnico, na última quarta, foi a de alguém mais disposto a evitar um segundo gol do que a arriscar contra um rival tecnicamente mais fraco.

A cautela excessiva de Odair já havia sido questionada nos dois empates com o Unión La Calera, que resultaram na eliminação do torneio internacional. A postura que se repetiu contra o Figueirense foi o oposto do esperado por torcedores, após duas goleadas no Carioca, contra Resende e Madureira e da vitória com boa atuação sobre o Botafogo-PB, na fase anterior da Copa do Brasil.

Um novo resultado negativo contra o Vasco pode fazer com que Odair Hellmann veja o emprego ainda mais ameaçado. Ainda que o Flu possa ser considerado favorito, em clássicos vale a máxima da imprevisibilidade.

Facebook Lance Twitter Lance