Ataque 'titular' e brilho de Nenê: A melhor partida do Flu em 2020
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Ataque 'titular' e brilho de Nenê: A melhor partida do Flu em 2020

Wellington Silva - Fluminense
Wellington Silva reestreia e marcou um dos gols da vitória tricolor (Foto: Mailson Santana/Fluminense)
Joel Silva - 09/02/2020 - 18:38
Rio de Janeiro (RJ)
Como era de se esperar, o Fluminense melhorou e muito com a entrada de um centroavante. Mais do que isso, o Tricolor, recheado de opções ofensivas, foi bastante efetivo, mostrando vasto repertório de jogadas. Contra o Botafogo, o Tricolor fez a sua melhor partida na temporada e o placar de 3 a 0 poderia ter sido ainda mais elástico.

O Clássico Vovô foi o primeiro jogo em que Marcos Paulo e Evanilson foram titulares. O trio se completou com Wellington Silva, que fez a sua reestreia com a camisa tricolor. Somados a Nenê, o quarteto teve liberdade com responsabilidade, já que a movimentação era coordenada. Sem a bola, Nenê e Evanilson eram os mais avançados, enquanto Marcos Paulo e Wellington Silva fechavam o meio-campo, pela esquerda e direita respectivamente.

TABELA
Confira a classificação da Taça Guanabara


Com a posse de bola, Nenê flutuava por dentro e pela direita, enquanto Marcos Paulo e Evanilson buscavam alternar as posições. Wellington Silva permanecia pelo lado direito. Com isso, o Fluminense conseguiu em vários momentos levar vantagem sobre a defesa do Botafogo, que demorou principalmente a entender o posicionamento de Nenê, o grande destaque da tarde com dois belos gols. Wellington Silva completou o placar. Na avaliação de Odair Hellmann, o Tricolor chegou perto de uma nota 10.



- O que é importante é que estamos em um caminho de construção, mas hoje atingimos um nível muito alto, em todos os sentidos, seja mental, físico e coletivo muito forte em geral. Já classificada a equipe poderia ter caído a intensidade, mas isso não aconteceu e por isso fez o placar que fez e criou situações para fazer um ainda maior. Hoje chegamos muito próximos de uma nota 10.

O Fluminense, que antes teve que utilizar jogadores como Lucas Barcelos, Matheus Alessandro e Gabriel Capixaba, agora tem inúmeras opções do meio para frente. Caio Paulista e Fernando Pacheco entraram no segundo tempo e estrearam pelo Tricolor. Além deles, Ganso também saiu do banco e disputou os primeiros minutos na temporada. Miguel e Michel Araújo não foram utilizados. Inúmeras peças que darão ao técnico Odair Hellmann possibilidade de fazer o time repetir a atuação deste domingo, podendo também ser cobrado, caso não consiga.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance