Fluminense acerta venda do goleiro Marcelo Pitaluga ao Liverpool
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Fluminense acerta venda do goleiro Marcelo Pitaluga ao Liverpool

Marcelo Pitaluga - Fluminense
Marcelo Pitaluga foi vendido ao Liverpool e viaja neste sábado (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)
LANCE! - 12/09/2020 - 13:47
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense anunciou, neste sábado, a venda do goleiro Marcelo Pitaluga ao Liverpool, da Inglaterra. Como tem passaporte alemão, o jovem viaja já nesta terça-feira para realizar exames médicos e assinar o contrato. Na negociação, o Flu manteve 25% dos direitos econômicos do jogador e, como revelado primeiro pelo "UOL", pode receber até R$ 12,5 milhões entre bônus e mecanismo de solidariedade.

No primeiro momento, o Fluminense receberá 1milhão de euros (cerca de R$ 6,2 milhões) pela transferência. Caso o goleiro atinja todas as metas do contrato, o clube recebera mais 1 milhão de euros. Caso o valor chegue a esse total, Pitaluga se tornará o terceiro goleiro mais caro do futebol brasileiro atrás de Cleiton, que saiu do Atlético-MG para o RB Bragantino neste ano por R$ 23 milhões, e Alisson, quando deixou o Internacional para a Roma por R$ 21 milhões em 2016.

Aos 17 anos, Marcelo nunca jogou pelos profissionais. O contrato com o clube inglês é válido por três temporadas. Mesmo que seja visto com muito potencial dentro do Fluminense, hoje o jovem é apenas a quarta opção para o gol, atrás de Muriel, Marcos Felipe e João Lopes. Como o clube atravessa uma grave crise financeira e não teve propostas no valor esperado por Marcos Paulo, a saída do arqueiro pode ajudar.

- O atleta ainda passa por um processo de maturação e seria utilizado em médio prazo. O clube conta com Muriel, Marcos Felipe e João Lopes, além do Pedro Rangel, muito elogiado pela preparação de goleiros. Seguimos com um percentual, além do mecanismo de solidariedade - explica Paulo Angioni, Diretor Executivo de futebol.

Convocado para a Seleção Brasileira em diversas oportunidades, Marcelo foi campeão do Mundial Sub-17 no ano passado, no torneio realizado no Brasil.

- Sou muito grato ao Fluminense. Foram 10 anos no clube, desde o futsal, passando por Xerém, até chegar ao profissional. Sempre fui muito bem tratado e tive toda a assistência necessária para o meu desenvolvimento, tanto pessoal, quanto como atleta. Essa oportunidade que surgiu será muito importante pra mim. Era uma oportunidade única, principalmente por ter passaporte europeu - conta Marcelo Pitaluga.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance