Torcedora cobra valor milionário na Justiça de Bruno Henrique, do Flamengo, por marca 'otô patamá'

Torcedora cobra valor milionário na Justiça de Bruno Henrique, do Flamengo, por marca 'otô patamá'

Bruno Henrique - Flamengo
O processo tramita na 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
LANCE! - 13/10/2021 - 11:33
São Paulo (SP)
A torcedora do Flamengo Josineide Constantino Dantas entrou na Justiça contra Bruno Henrique para impedir o jogador de explorar comercialmente a marca "Otô patamá". No total, ela cobra uma indenização de R$ 13 milhões. A informação é do site "UOL".

> Flamengo x Juventude: prováveis escalações, desfalques e onde assistir


Na Justiça, Josineide argumenta que possui o registro da marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Dessa forma, a torcedora alega que apenas ela pode utilizar a marca no comércio de produtos, como roupas e artigos esportivos. 

Vale lembrar que a expressão "otô patamá" surgiu em 2019. Naquela oportunidade, Bruno Henrique, em entrevista após uma partida contra o Vasco, afirmou que o Flamengo estava em "outro patamar", e a frase fez sucesso entre os rubro-negros. 

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

Segundo o UOL, Josineide afirmou que, após ouvir a entrevista do camisa 27, achou que o bordão seria um ótimo nome para uma marca de roupas esportivas. Assim, ela foi ao INPI e fez o registro. No entanto, em agosto, os advogados de Bruno Henrique enviaram uma notificação à torcedora, em que ressaltam que ela "tenta pegar carona" na sua fama.

Ainda na notificação, o atacante revelou ter feito três pedidos de registro da marca no INPI e afirmou que Josineide viola o seu direito à marca. O processo tramita na 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo, mas ainda não foi julgado.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance