Renato Gaúcho chama Andreas de 'diferenciado' e avisa: 'O adversário vai pensar duas vezes perto da área'

Renato Gaúcho chama Andreas de 'diferenciado' e avisa: 'O adversário vai pensar duas vezes perto da área'

Renato Gaúcho - Flamengo
3 a 1: Renato Gaúcho comandou o Flamengo na vitória sobre o Juventude (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
LANCE! - 13/10/2021 - 22:10
Rio de Janeiro (RJ)
O Flamengo venceu o Juventude por 3 a 1, nesta quarta-feira, pela 26ª rodada do Brasileiro. O Maracanã, que recebeu cerca de 7 mil torcedores, presenciou um gol antológico de falta marcado por Andreas Pereira, encerrando um jejum do clube de mais de três anos. E Renato Gaúcho enalteceu a qualidade técnica do meio-campista emprestado pelo Manchester United.

- É um jogador diferenciado. Ele tem uma batida na bola muito boa. E isso vai nos ajudar bastante. Além dele ter feito um golaço de falta, pela trajetória da bola, ele colocou outra no travessão. É importante ter esse jogador em campo porque preocupa o adversário. O adversário vai pensar sempre duas vezes perto da área. É mais uma jogada mortal que temos treinado bastante. É lógico que o importante é o jogador saber bater na bola. O Arrascaeta e o Everton Ribeiro vinham batendo bem. É importante ter um jogador que bate bem, é uma jogada a mais, uma qualidade a mais - disse Renato Gaúcho, em entrevista coletiva, emendando sobre o jogador:


- Ele vindo da Europa é uma outra escola, um outro estilo. Mas o próprio jogador se ajuda quando tem essa qualidade. Nasce com o dom e depois aperfeiçoa. Ele é diferenciado na parte tática e para bater na bola. Quem ganha com isso é o Flamengo, que fez uma grande contratação.

> ATUAÇÕES: Andreas, Pedro e Kenedy brilham e recebem as maiores notas do Flamengo em noite de pinturas


A FORÇA DO GRUPO POR TRÊS TÍTULOS

O técnico também comentou sobre o padrão de jogo do Flamengo e a briga pelo título do Brasileirão:

- São não vê que o Flamengo tem padrão de jogo quem não quer ou quer tumultuar o ambiente. O Flamengo se apresenta tão bem e ainda acham algo para criticar. Não temos um time perfeito, mas todos os jogadores que entram sabem perfeitamente o que precisam fazer.

- Sempre elogiei e sempre vou elogiar meu grupo. Temos jogadores nas seleções, no departamento médico, e Vitinho, suspenso. Se está no grupo do Flamengo é porque tem qualidade. Quando a oportunidade chega, tem que aproveitar. Todos têm dado conta do recado. Podem achar que o Flamengo não é tão forte com eles, mas estamos em busca dos títulos das três competições. Somos os únicos. A cada três dias temos uma decisão e precisamos vencer. E com todos os problemas - completou. 

KENEDY COMO PROTAGONISTA

Sem poder escalar Arrascaeta, lesionado, e Vitinho, suspenso, como o próprio destacou, Portaluppi optou por Kenedy, titular no Fla pela primeira vez. E o camisa 33, bastante elogiado pelo treinador, foi um dos protagonistas do triunfo rubro-negra nesta noite. 

- O Kenedy me surpreendeu. Há muito tempo que ele não começava uma partida. Venho trocando ideias com ele, estou soltando ele aos poucos. Fiquei feliz pelo gol que ele fez também. Um gol bonito também. Fez uma boa estreia começando uma partida. Sabia que ele não iria aguentar os 90 minutos. Falei que ele ia começar o segundo tempo e quando ele não aguentasse mais pediria para sair. Nosso combinado foi lá pelos 15, foi o que ele pediu. É sempre um jogo difícil pegar equipes que estão brigando pelo título e também pelo rebaixamento. Sabíamos que seria um jogo difícil. Mas eu acho que o grupo está de parabéns, competiu bastante e criou oportunidades. Enfim, conseguimos o objetivo que era os três pontos.

Com o resultado, o Flamengo alcançou os 45 pontos na competição. A noite só não foi perfeita pois o líder Atlético-MG venceu de virada o Santos, mantendo os 11 pontos de distância. Confira a classificação completa aqui.

> Veja a tabela do Brasileirão

Pela 27ª rodada do Brasileirão, o próximo jogo do Flamengo será diante do Cuiabá, neste domingo, às 20h30, novamente no Maracanã.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

Fim do tabu de gol de falta

- Feliz de termos quebrado mais esse tabu. Já participei de vários jogos no Maracanã como jogador, como treinador, e me lembro do Zico fazendo esse tipo de gol de falta. Do Roberto Dinamite também. E hoje foi um golaço. De placa. Nós treinamos quase que diariamente, e sabíamos que mais cedo ou mais tarde a bola iria entrar. Ganhamos mais uma jogada, mais uma preocupação para o adversário.

Jogadores do Fla nas Eliminatórias

- Eu sou brasileiro e sempre vou torcer pelo Brasil. Se eles (Gabigol e Everton) jogarem, que não se machuquem. Se vão jogar é com o Tite, que é bem pago para pensar. Esse é um problema dele. Espero que se jogarem não se machuquem. Quanto mais opções eu tiver, melhor para o Flamengo.

Respostas do grupo na data Fifa

- Eu costumo dizer que tenho um grupo, que não tenho um time de 11 jogadores. O que falta às vezes é o entrosamento. Todos os jogos mudamos. Não estou me queixando, é por isso que temos um grupo forte. A diretoria está de parabéns. É importante o torcedor entender também que vamos ter essas dificuldades de entrosamento. Mesmo assim estamos respondendo bem.

Confronto diante do Cuiabá

- Feliz pelo sucesso dele no Cuiabá, que vem muito bem. Me dou muito bem com o Jorginho, e nos entendíamos muito bem em campo. Feliz de ver um ex-companheiro tendo sucesso. Vou sempre torcer para ele, menos no domingo, que sou Mengão.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance