OPINIÃO: Trauco, como meia, pinta como uma viável solução caseira
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

OPINIÃO: Trauco, como meia, pinta como uma viável solução caseira

  •  Trauco - Flamengo
    Imagens recentes de Trauco pelo Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)
  •  Trauco - Treino de Finalização no Ninho do Urubu
    Imagens recentes de Trauco pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
  •  Flamengo x Volta Redonda Trauco
    Imagens recentes de Trauco pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
  •  Trauco
    Imagens recentes de Trauco pelo Flamengo (Foto: Diego Maranhao/AM Press)
  •  Trauco
    Imagens recentes de Trauco pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Lazlo Dalfovo - 26/07/2019 - 10:55
Rio de Janeiro (RJ)
Trauco não é meia. Trauco não é de atuar como meia pelo Flamengo, cujas apostas de Jorge Jesus diante do Emelec, na última quarta, pesaram para a indigesta derrota por 2 a 0. Logo, o ideal, neste momento, é evitar improvisos, certo? A resposta pode ser um enfático "não" se analisarmos as opções atuais.

Pelo Flamengo, Trauco teve a primeira experiência como meia esquerda diante do Athletico-PR, pela Libertadores de 2017, ainda sob o comando de Zé Ricardo. Foi bem e participou de gol, flutuando por dentro, inclusive. E ele já havia sido utilizado assim no Universitario, no Peru. 

Eventualmente, Trauco, deficiente na marcação e eficaz no apoio, voltara a ter outras oportunidades na segunda ou até terceira linha, porém nunca obteve uma sequência. O que se explica: o Flamengo tem um elenco recheado de boas peças do meio para frente.



Mas agora, com Diego, Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Vitinho lesionados e apenas Gerson como opção no meio, o cenário muda.

Trauco - Peru x Chile
Trauco foi eleito o melhor lateral-esquerdo da Copa América (Foto:AFP)
Contra o também pressionado Botafogo, neste domingo, Jesus poderia testar o peruano como armador, em aposta semelhante à feita contra o Emelec, só que do outro lado, com Rafinha - o que não deu nada certo.

Desta vez, contudo, haveria margem para a afinação.

Principalmente pela fragilidade no setor direito da defesa alvinegra, pode ser que Trauco tenha uma boa desenvoltura ao lado de Bruno Henrique e, assim, mostre que as suas valências técnicas podem se tornar uma viável solução caseira para o essencial confronto da volta contra o Emelec, na quarta-feira.

É um novo risco? Sim, mas será mais do que necessária uma carta na manga para passar às quartas da Libertadores. E Jorge Jesus sabe bem disso. 

COMO TRAUCO PODERIA ATUAR

OU 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance