Médico da Seleção sobre recuperação de Diego, do Fla: 'Totais condições'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Médico da Seleção sobre recuperação de Diego, do Fla: 'Totais condições'

Emelec x Flamengo
Camisa 10 e capitão do Flamengo, Diego se lesionou diante do Emelec (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Matheus Dantas - 26/07/2019 - 12:50
Rio de Janeiro (RJ)
O procedimento cirúrgico foi realizado com sucesso e a expectativa do departamento médico do Flamengo é de que o meia Diego receba alta do Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, ainda nesta sexta-feira. A partir disso, o camisa 10 iniciará a recuperação para voltar aos gramados, que, segundo o Dr. Márcio Tannure, chefe do DM clube, deve acontecer dentro de cinco meses.

Diego sofreu uma grave lesão diante do Emelec (EQU), em Guayaquil, na última quarta-feira, em partida pela Copa Libertadores. O atleta de 34 anos sofreu uma fratura no tornozelo esquerdo, além de lesões ligamentares no local.

O L! ouviu o médico ortopedista João Hollanda, especialista em traumatologia esportiva e que trabalha com a Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Para o Dr. João Hollanda, a recuperação das lesões ligamentares geram mais preocupação, mas vê totais condições para Diego voltar a atuar em alto nível.

- Pelo tempo parado, há um perda de condicionamento e musculatura. É mais fácil recuperar para um atleta de 22 anos, por exemplo, mas sendo um atleta de alto nível, sem um grande histórico de lesões, com todos recursos à disposição tem totais condições de recuperação - avaliou o médico ortopedista.

E MAIS:
Dr. João Hollanda, médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho e traumatologia esportiva:

"A primeira coisa a se fazer é cicatrização dos ligamentos, então é uma fase que a fisioterapia é muito importante. É certo que já iniciará isso nos dias seguintes à cirurgia. Serão usados alguns recursos de fisioterapia que contribuirão para a melhora da dor e do edema, ajudando na cicatrização das lesões ligamentares. É uma fase que ainda não são necessários os recursos, a estrutura do clube, por isso pode ser feito em domicílio.

A partir disso, é preciso fazer o fortalecimento da musculatura. O atleta não ficará cinco meses sem fazer atividades, mas sim fora dos jogos. Depois dessa etapa, o atleta começa a fazer uma recuperação funcional, recuperação do condicionamento físico. Correr, tocar na bola... Normalmente, isso ocorre dentro de dois a três meses, mas depende. É preciso uma avaliação mais específica da lesão que ele teve."



Facebook Lance Twitter Lance