'Orgulhosos, mas a tristeza está aí e vai demorar para passar', revela Filipe Luís
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Orgulhosos, mas a tristeza está aí e vai demorar para passar', revela Filipe Luís

Liverpool x Flamengo - Filipe Luís
Filipe Luís teve uma atuação segura e não sofreu com Salah no mano a mano (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Lazlo Dalfovo - 21/12/2019 - 18:26
Enviado especial a Doha (QAT)
O Flamengo foi valente e caiu de pé na final do Mundial de Clubes. Neste sábado, a temporada do clube se encerrou com o segundo lugar no torneio, vencido pelo Liverpool após gol solitário de Roberto Firmino, já na prorrogação: 1 a 0, em Doha, no Qatar.

Logo após receberem a medalha de prata, atletas passaram pela zona mista do Estádio Internacional Khalifa. Um dos mais experientes do elenco, com 34 anos e duas finais de Liga dos Campeões na bagagem, Filipe Luís admitiu que há orgulho, mas, sobretudo, "tristeza" por conta da meta não atingida. 

- A tristeza está no meu coração. Dó muito perder uma final do Mundial e a chance colocar o nome na história do clube. Jogamos o melhor jogo que podíamos jogar, a bola não queimou no pé de ninguém, tivemos calma e chances para ganhar o jogo, porém temos que reconhecer que enfrentamos um monstro de time, completíssimo, três atacantes super perigosos, laterais que não param de subir, o treinador que todo mundo ama, o melhor goleiro do mundo... Estamos orgulhosos, mas, ao mesmo tempo, a tristeza está aí e vai demorar para passar. 



- Acho que entregamos tudo: 120 minutos e não paramos de correr em momento algum, acredito que o Flamengo jogou em seu máximo - completou.

'NÃO ERA O NOSSO OBJETIVO'

Filipe Luís também externou que o Flamengo não foi para a capital qatari com o propósito de mostrar para o mundo que poderia jogar de igual para igual com os Reds, atuais campeões da Champions e líderes isolados da Premier League.

- A gente só sabe jogar esse futebol de propor jogo, até parecido com eles, mas não viemos para provar algo para alguém, provar que o futebol brasileiro pode competir de igual com o europeu, que o Liverpool não era tudo isso. Eu só vim para ser campeão, ganhar o troféu. A minha dor é muito grande, mas a única coisa que quero agora é que o Flamengo continue contratando e aumentando a concorrência, que não pare essa ambição (de títulos) nunca. Vamos ter mais oportunidades para voltar aqui, sem dúvidas.

- Sentimos muito pelo torcedor. Saímos de cabeça erguida de ter feito um grande jogo, é claro, mas não era o nosso objetivo. Agradecemos muito a quem veio, a torcida é super apaixonada, eu, como flamenguista, sei disso, mas a dor está aí, semanas difíceis, que vão passar depois que voltarmos a vestir a camisa no ano que vem - finalizou Filipe. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance