No dia seguinte à final do Mundial, rubro-negros orgulhosos e otimistas em Doha
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

No dia seguinte à final do Mundial, rubro-negros orgulhosos e otimistas em Doha

Liverpool x Flamengo - Elenco Posado
Torcedores do Flamengo em Doha, no Qatar, após a decisão do Mundial de CLubes (Foto: Lazlo Dalfovo/LANCE!)
Lazlo Dalfovo - 22/12/2019 - 16:41
Enviado especial em Doha (QAT)
Mesmo sem o sonhado bicampeonato do Mundial de Clubes, o torcedor do Flamengo aplaudiu e cantou com orgulho para a equipe após a derrota por 1 a 0, diante do Liverpool, no Estádio Internacional Khalifa. De acordo com o governo do Qatar, cerca de 15 mil flamenguistas, somando organizadas do Rio e de Embaixadas e Consulados da Nação mundo afora, estiveram em Doha para o torneio.

Passada a adrenalina do confronto, as horas seguintes à decisão foram de foram de compras, basicamente. Neste domingo, flamenguistas em peso estiveram no Souq Waqif, um mercadão popular e que é um dos principais pontos turísticos da capital do Qatar, para garantirem souvenirs da cidade.

O local, aliás, estava lotado, por mais que domingo seja útil por aqui. Explica-se pelo início do Spring Festival, que conta com desfiles de grupos de diversas regiões do globo. Em uma das lojinhas, a reportagem do LANCE!, que também aproveitava para adquirir lembranças de Doha, se surpreendeu quando o árabe Ehsan começou a entoar "Em Dezembro de 81" involuntariamente.



Ele externou que ficou muito contente com a animação dos torcedores brasileiros e que não estava habituado com a farra - cabe destacar que Souq Waqif foi o principal ponto dos rubro-negros no dia dia, sendo que o presidente Rodolfo Landim e até jogadores, como Arrascaeta e Gabigol, passaram por lá.

O L! também conversou com um torcedor do Flamengo no Souq Waqif, que chegou da Austrália horas antes da final do Mundial. Bruno Cardoso, natural do Rio de Janeiro, simbolizou o sentimento da Nação:

- Muito triste por ter perdido a final, principalmente pela maneira que aconteceu, na prorrogação e com chances criadas. Mas o orgulho é imenso pelo ano do meu time. E, hoje, coube fazer as comprinhas de última hora, já viajo de volta amanhã (segunda). Mas, olha, estou comprando souvenir aqui, mas pretendo voltar em 2020 (risos) - falou Bruno, já na torcida pela presença do Flamengo no Mundial do ano que vem, que também será em Doha.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance