Com direito à cerveja, flamenguistas 'tomam' a Embaixada do Brasil em Doha; até 15 mil devem ir à final
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Com direito à cerveja, flamenguistas 'tomam' a Embaixada do Brasil em Doha; até 15 mil devem ir à final

Torcida Flamengo
Torcida do Flamengo reunida na Embaixa do Brasil em Doha (Foto: Lazlo Dalfovo)
Lazlo Dalfovo - 20/12/2019 - 12:50
Enviado especial a Doha (QAT)
Em Doha, a véspera da decisão do Mundial de Clubes foi marcada por uma confraternização da torcida do Flamengo na Embaixada do Brasil na capital do Qatar. Cerca de 80 rubro-negros estiveram no local, sendo que a maioria pertencia a um algum Consulado ou Embaixada da Nação - tinham grupo dos Estados Unidos, da Austrália, dentre outros países do globo. 

Mauricio Gomes de Mattos, vice-presidente da pasta Embaixadas e Consulados do Rubro-Negro, falou com a reportagem da LANCE!, durante o evento e comemorou a receptividade dos anfitriões. 

- Nos sentimos em solo nacional, o calor dos brasileiros é marcante. Agradeço à gentileza e à simpatia da Embaixada do Brasil, que está nos acolhendo e representando o Flamengo. Emoção é grande de estar aqui e de ver o Flamengo chegar à final e, se tudo ocorrer como a gente espera, jogar bem e levar esse título para casa.

Depois que o Flamengo se classificou para a final do Mundial, foram mais três voos especiais da Qatar Airways, de acordo com a apuração do L!. Encarregado de negócios da Embaixada do Brasil em Doha, Marcos Henrique Sperandio afirmou que as expectativas foram superadas pelos organizadores locais. 

- Temos um contato diário com o governo do Qatar, e a nossa última informação oscila de 12 a 15 mil brasileiros na final, uma contabilidade baseada nos ingressos vendidos e entrada no aeroporto neste período. 

- Superou as expectativas, principalmente pelo fato do Flamengo ter se classificado semanas atrás, foi toda uma preparação de última hora. A organização das torcidas para viabilizar os brasileiros foi impecável, e nós, do ponto de visto assistência consular, também. Nos alegra a tranquilidade dos torcedores em Doha.

Ainda de acordo com Sperandio, o único incidente em Doha foi a perda do passaporte de um rubro-negro. No mais, não foi registrado maiores problemas.

- O governo Qatar e o comitê organizador têm elogiado a torcida brasileira. Ficamos felizes. 

Detalhe: houve comemoração por ter cerveja liberada para os brasileiros. Cabe destacar que o consumo de bebida alcoólica no país é restrito aos estrangeiros, sendo que apenas alguns bares e hotéis comercializam. A festa ficou completa no fim com músicas do Rubro-Negro entoadas a todo vapor. 

- Ô Liverpool, pode esperar, a sua hora vai chegar! - gritaram, emendando:

- Cerveja, cerveja, aqui tem cerveja! - cantou um torcedor. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance