Toca da Raposa é invadida por organizadas para cobrar jogadores. Cruzeiro repudiou a ação
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Toca da Raposa é invadida por organizadas para cobrar jogadores. Cruzeiro repudiou a ação

Os torcedores invadiram o CT da Raposa para tentar falar com os atletas
Os torcedores invadiram o CT da Raposa para tentar falar com os atletas-(Reprodução//Internet)
Valinor Conteúdo - 07/10/2020 - 12:57
Belo Horizonte
Torcedores de organizadas ligadas ao Cruzeiro invadiram a Toca da Raposa II, CT do time mineiro, no fim da manhã desta quarta-feira, para cobrar por uma performance melhor dos jogadores na Série B do Brasileiro, já que o time celeste está fazendo má campanha na competição.

Vários vídeos circulam nas redes sociais com imagens do ato e também de uma discussão com a Polícia Militar, que foi acionada e controlou a situação com cerca de 50 invasores. Eles arrombaram a porta de vidro da entrada da Toca da Raposa.

Foi o segundo ato hostil em menos de um mês no CT cruzeirense. Há três semanas, outro grupo de torcedores tentou invadir a Toca da Raposa II, mas foi contido pela PM mineira. A Raposa se manifestou em nota sobre o caso.



Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Cruzeiro Sports (@cruzeirosports) em

E MAIS:
O Cruzeiro Esporte Clube repudia e reprova de forma veemente atos de vandalismo como o ocorrido na manhã desta quarta-feira, na Toca da Raposa 2, quando um grupo de torcedores invadiu um dos patrimônios do Clube, local de trabalho de diversos colaboradores que estão tentando, dia após dia, salvar o Cruzeiro da destruição causada pela gestão anterior.

Com comportamento hostil, o grupo de dezenas de torcedores intimidou funcionários do Cruzeiro e danificou o portão de acesso e a porta de entrada do centro de treinamentos, em uma clara demonstração de que não dão o devido valor ao próprio patrimônio do Clube.

As autoridades competentes já foram acionadas e aqueles que causaram danos ao Clube devidamente qualificados para o registro de boletim de ocorrências e demais providências por parte da Polícia Militar.

Os protestos de torcedores são respeitados e considerados legítimos pela diretoria do Cruzeiro, desde que sejam pacíficos e não da forma como ocorreu hoje.

A diretoria do Cruzeiro entende que o atual momento do time no Campeonato Brasileiro da Série B está longe do ideal, mas segue trabalhando firme para que o Clube faça uma campanha de retomada e retorne para seu lugar de direito. E isso só virá com muito empenho, trabalho e dedicação de todos, dia após dia.
Quebrar a porta do CT ou de qualquer sede do Clube e intimidar funcionários que trabalham de forma séria e comprometida nunca serão as melhores saídas para a recuperação do Cruzeiro.

O Cruzeiro está na zona de rebaixamento da Série B, com 11 pontos ganhos em 13 jogos, ocupando a 17ª posição na tabela.


Facebook Lance Twitter Lance