Cruzeiro terá de criar equipe feminina para jogar Libertadores
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Cruzeiro terá de criar equipe feminina para jogar Libertadores

Taça da Libertadores
Para jogar e cobiçar esse troféu, só se as equipes tiverem times femininos - Foto; Divulgação/Conmebol
Valinor Conteúdo - 19/11/2018 - 19:43
Belo Horizonte
A classificação para a Libertadores de 2019 está sacramentada e o Cruzeiro vai tentar buscar o tricampeonato da América. Mas, a Raposa terá de cumprir uma exigência da Conmebol para disputar a competição: ter uma equipe feminina.
A Raposa é o único clube de BH que ainda não possui equipe de futebol feminino. Somente com um time formado por mulheres defendendo as cores do time celeste, a Conmebol permitirá que o Cruzeiro jogue a Libertadores.

A falta de uma equipe feminina está fazendo o Cruzeiro buscar soluções para resolver este problema. Consultado, o clube diz que não possui espaço para abrigar uma equipe feminina e pensa até em terceirizar com uma parceria.

É essa a maior possibilidade para atender a regra da competição. A Conmebol permite que os clubes se associem a outra agremiação. Marcone Barbosa, gerente de futebol do Cruzeiro, disse que a equipe feminina estará formada até janeiro.

- Nós já fizemos diversas reuniões, tanto com interessados em tocar o projeto do futebol feminino para o Cruzeiro quanto para profissionais do próprio futebol feminino para fazer esse desenvolvimento dentro do próprio clube, para que nós tenhamos a definição de como vai ser esse formato. Mas, certamente, a partir de janeiro o Cruzeiro vai estar com sua equipe formatada, cumprindo o que pedem os regulamentos da CBF, da Conmebol e da Fifa, disse.



Outras exigências da Conmebol para o futebol feminino é que os clubes que jogam a Libertadores tenham uma categoria juvenil e possuir suporte técnico e infraestrutura para as equipes principal e juvenil e disputar competições oficiais.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance