Semana cheia de trabalho ajuda o Cruzeiro a ajustar a equipe
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Semana cheia de trabalho ajuda o Cruzeiro a ajustar a equipe

Levir cobrou dos jogadores mais concentração após o time estar à frente por duas vezes contra o Danúbio e ceder  empate
Léo  ficou satisfeito  com os trabalhos na semana da Raposa -Vinnicius Silva/Cruzeiro
Valinor Conteúdo - 09/02/2019 - 14:43
Belo Horizonte
Os jogadores do Cruzeiro aproveitaram bem a semana cheia de treinos na Toca da Raposa e estão prontos para mais rodada do Campeonato Mineiro, neste domingo, 9 de fevereiro, contra o Tupynambás, às 17h, no Mineirão. A partida pode marcar a estreia de reforços diante da torcida, no caso Marquinhos Gabriel, Dodô e Rodriguinho.

O zagueiro Léo explicou que ter esse período de trabalho em fevereiro, ainda no início da temporada , é muito importante para a parte física da equipe, que terá um ano cheio de compromissos grandes.

-É muito importante, mês de fevereiro são quatro semanas, para poder trabalhar a parte física, tática, algumas opções de formações, esquemas, aperfeiçoando, sabendo que serão raras essas semanas. Então vamos aproveitar da melhor maneira possível- disse Léo, que também comentou sobre o benefício de estar treinando, dando aos novos contratados tempo para se adequarem ao restante do elenco.

-Processo de início de temporada, alguns acertos, algumas coisas em adaptação, algumas mudanças, estreias, período necessário para adaptação, até mesmo evolução da equipe, para se tornar quesito forte, ter equilíbrio de defesa, meio e ataque, para que isso se torne rotina- complementou.


E MAIS:
Léo afirmou que a vitória no domingo pode ser muito importante para as pretensões do Clube nesta competição, já que na próxima semana, haverá o clássico com o América-MG, que hoje tem o mesmo número de pontos que a Raposa, mas lidera o Estadual com maior saldo de gols. O Cruzeiro não enfrenta o adversário há quase 57 anos, mas Léo garante que já possui informações sobre a equipe de Juiz de Fora.

-Temos sim, nosso grande objetivo de chegar na classificação é na primeira posição, uma questão que dá vantagens nas próximas fases e esse é o nosso objetivo. Tem algumas informações, táticas, alguns vídeos também. É um time que a gente pretende impor nosso ritmo. Um time que tem jogadores experientes. Algumas situações que podem nos oferecer perigo, jogadores de velocidade, boa técnica. Alguns jogos do Tupynambás eles surpreenderam os adversários- revelou.

Entre o grupo de jogadores, Léo é o terceiro que mais vestiu o manto celeste com 340 jogos. A experiência tem contado bastante para o zagueiro, mas principalmente para passá-la à diante, para os novatos e para os garotos recém-chegados da base. Léo acredita que sendo uma das referências do Clube a responsabilidade só aumenta.

-A gente sabe da responsabilidade que é, a gente sabe que vem sempre jogadores jovens da base, jogadores que estão chegando também como referência, exemplo como profissional, dia a dia. Exemplo de caráter, alguma palavra que a gente possa direcionar, que possam estar chegando, para que possam usufruir, melhores decisões possíveis, processo diferente, cabeça muda. A gente procura sempre passar exemplos. Se tornando referência, acaba tendo responsabilidade maior. Igual falei quesito ser espelho para os mais novos, para o grupo, questão de conduta, caráter, gera muito questões decisões, são responsabilidades boas. Os outros também, Fábio, Henrique, Dedé, para que a gente consiga juntar e ser um exemplo para os jogadores. Ser liderança positiva para que cada vez mais possa ser vencedor. Para que a gente alcance o objetivo de todo grupo, que é conquistar títulos, prolongar carreira, durante a nossa profissão- concluou.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance