Mano não poderá comandar o Cruzeiro contra o Deportivo Lara
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mano não poderá comandar o Cruzeiro contra o Deportivo Lara

Mano Menezes - Cruzeiro x Fluminense
Mano foi expulso aos 44 minutos do segundo tempo diante argentinos- Fernando Michel
Valinor Conteúdo - 09/03/2019 - 16:11
Belo Horizonte
O Cruzeiro não poderá contar com a presença do técnico Mano Menezes no banco no duelo da Raposa contra o Deportivo Lara-VEN, na próxima quarta-feira, dia 13 de março, às 19h15, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B da Libertadores da América.

Mano foi expulso no jogo contra o Huracán-ARG, na última quinta-feira, 7 de março, aos 44 minutos do segundo tempo após reclamar muito com a arbitragem sobre o excessivo número de cartões que o Cruzeiro recebeu na partida, seis no total, gerando perigo de expulsão para a equipe.


E MAIS:
A exclusão do jogo deixará o treinador suspenso do jogo contra os venezuelanos. O auxiliar Sidnei Lobo comandará a equipe celeste no banco de reservas, mas Mano deverá estar no estádio nas cabines do Mineirão, porém, não poderá passar instruções para o seu auxiliar.

A expulsão de Mano custará ao Cruzeiro 1,5 mil dólares, cerca de 5,8 mil reais. Além de ter de arcar com a exclusão do seu técnico, a Raposa pagará de multa pelos seis cartões amarelos mais 15 mil reais à Conmebol, que serão descontados da premiação do Cruzeiro pela pelo jogo contra os argentinos.

Foram amarelados os zagueiros Léo e Murilo, o lateral Egídio, o volante Lucas Romero, o meia Rafinha e o atacante Fred. Cada cartão na Libertadores custa 400 dólares, aproximadamente 1500 reais.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance