'Só faltou dar volta olímpica', diz Fábio sobre vitória do Galo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Só faltou dar volta olímpica', diz Fábio sobre vitória do Galo

Fábio exaltou o  Cruzeiro comparando o histórico de títulos de ambos
Fábio exaltou o Cruzeiro comparando o histórico de títulos de ambos-(Bruno Haddad/Cruzeiro)
Valinor Conteúdo - 09/03/2020 - 15:04
Belo Horizonte
O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro dura sempre mais do que os 90 minutos regulamentares. A repercussão da vitória atleticana por 2 a 1, ainda gera questionamento nos dois lados. E, com a entrevista coletiva do goleiro Fábio, nesta segunda-feira, 9 de março, não foi diferente.

Fábio ironizou o rival que, em sua visão, celebrou o triunfo como um título, faltando “dar volta olímpica”. O goleiro também comentou sobre o comportamento dos jovens do time na partida, dizendo que todos que vestem a camisa celeste tem de pensar sempre na vitória, seja qual for o adversário.

- Se o atleta que vestir a camisa do Cruzeiro não tiver sempre esse pensamento, ele está na equipe errada. E principalmente o clássico, né? Mas dentro da realidade. A gente quer vencer como se fosse uma partida importante, mas não como se fosse uma conquista de título. O Cruzeiro ganha o clássico e não é comemoração de título. A gente sabe da grandeza do Cruzeiro. O Atlético ganha, e a gente vê a comemoração que eles fizeram. Entraram em campo. Só faltou a volta olímpica. Mas para o cruzeirense é normal vencer um clássico-disse.

Fábio exaltou as conquistas celestes e afirmou que o torcedor da Raposa está acostumado a uma comemoração diferente, com títulos e não apenas jogos.

- Está na história. Conquistas comemoradas são títulos importantes. Bicampeonato da Copa Libertadores, hexa da Copa do Brasil, quatro vezes campeão do Brasileiro, e por aí vai. Isso que o torcedor do Cruzeiro comemora. A gente respeita que o Atlético veja a grandeza do Cruzeiro. A gente fica triste quando não consegue o objetivo, mas quando a gente consegue, é uma vitória no clássico e segue a temporada.


E MAIS:
Sobre as piadas com a Raposa na Série B, feitas pelos atleticanos, o arqueiro também alfinetou o rival, afirmando que poucos times brasileiros podem se dar a esse “luxo” atualmente.

- Acho que o torcedor é normal, mas também dentro da realidade de disputa dos dois clubes. A gente tem que ser realista e verdadeiro. Hoje em dia, quem pode falar de rebaixamento é Flamengo, Santos e São Paulo. Esses torcedores têm o direito, como o Cruzeiro tinha até o ano passado. O Cruzeiro sempre falou de Série B porque nunca tinha caído, em termos de tirar sarro de um torcedor ou de um clube. Agora, o Atlético, eu não vejo nenhum parâmetro para querer tirar sarro, foi até campeão da Série B em 2006. Acho que não condiz muito com a realidade do clube (risos)-disse.

O goleiro completou, falando que a história do Cruzeiro é muito mais rica que a do rival, quando o assunto é títulos relevantes.

- Acho que se for falar de grandeza não dá, né? Títulos, números. o Cruzeiro está muito além do Atlético. Se a gente for falar francamente o que é a história e sobre quem pode tirar sarro, seria o torcedor do Cruzeiro- concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance