Daniel Guedes é liberado para voltar aos campos após punição por doping e entra no 'radar' do Cruzeiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Daniel Guedes é liberado para voltar aos campos após punição por doping e entra no 'radar' do Cruzeiro

Daniel Guedes - Santos
Daniel ficou fora dos campos por nove meses por uma pena de doping (Foto: Ivan Storti/Santos)
Valinor Conteúdo - 16/07/2020 - 22:02
Belo Horizonte
O lateral-direito Daniel Guedes, que pertence ao Santos, está livre para voltar aos gramados após cumprir nove meses de suspensão por doping. Daniel foi punido em setembro do ano passado, quando estava jogando pelo Goiás.

O jogador não deve ficar nos planos de Jesualdo Ferreira, comandante do Peixe, que conta com Pará e Madson para a posição. Esse cenário coloca Daniel de volta ao radar do Cruzeiro, que já havia manifestado interesse no jogador, de 26 anos.

O técnico da Raposa, Enderson Moreira, e Daniel Guedes já vinham mantendo contato e com o fim da punição ao jogador, uma negociação pode ser reaberta nos próximos dias.

Enderson Moreira teve uma conversa com o jogador há dois meses para saber de sua situação, revelando o interesse do clube mineiro em seu futebol.


E MAIS:
-É um atleta que eu conheço, tive oportunidade de lançá-lo no Santos. Jogador de muita técnica, de muita força, fez um bom Campeonato Brasileiro pelo Goiás até a suspensão. Conversei com ele, não foi por nenhuma conduta ruim dele, até porque ele tem uma índole fantástica, foi mais uma contaminação com um suco, uma coisa neste sentido. Então, ele é um nome interessante. - disse Enderson Moreira, em entrevista à rádio Itatiaia no dia 10 de maio.

A vinda de Daniel seria para dar ganho de qualidade e experiência, pois o Cruzeiro conta atualmente com Raul Cáceres, recém-contratado e o jovem Valdir, oriundo das categorias de base da Raposa e com pouca rodagem.


Liberação da pena por doping

Daniel foi flagrado no Campeonato Brasileiro de 2019, atuando pelo Goiás, pelo uso da substância higenamina, substância que é encontrada em suplementos e acelera o metabolismo do organismo, gerando ganho atlético, no jogo Goiás por 0 a 1 para o CSA, no dia 27 de maio. O lateral só foi suspenso de forma preventiva em setembro, e seu julgamento aconteceu apenas na tarde desta quinta-feira, 16 de julho.

Daniel foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD), recebendo pena de oito meses de suspensão, mas como já havia ficado tempo maior do que a pena pela punição preventiva, foi liberado para atuar novamente.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance