Mano: 'Os clubes brasileiros devem se posicionar contra a Conmebol'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mano: 'Os clubes brasileiros devem se posicionar contra a Conmebol'

Boca x Cruzeiro
O treinador celeste foi calmo em sua entrevista pós-jogo e reclamou de forma serena do episódio polêmico (AFP)
Valinor Conteúdo - 20/09/2018 - 01:00
Belo Horizonte
Em sua entrevista coletiva após o jogo em que o Boca Juniors bateu o Cruzeiro por 2 a 0, Mano Menezes pediu uma atitude dos clubes brasileiros em relação à Conmebol. O treinador da Raposa não quis alimentar mais a polêmica da expulsão de Dedé, mas foi seco e enfático na sua na análise.

- O mundo está falando sobre isso. Não tem mais o que falar. Prometeram que o VAR iria mudar as coisas, torná-las mais justas, mas acabou mudando o jogo. E não por falta de concentração nossa. E sim, por uma ausência causada por um erro. Em 2007, levei um gol aqui com três jogadores impedidos (referiu-se à final da Libertadores de 2007, quando o Grêmio perdeu o título para o Boca).

Em seguida o técnico pediu para que haja um olhar mais atento dos clubes da CBF ao que, na sua opinião, vem ocorrendo no âmbito do futebol sul-americano.

- Estão acontecendo muitos episódios contra equipes brasileiras nos últimos tempos. Tivemos aplicações desiguais da lei para River e Boca. Sabemos que o Ábila não poderia ter jogado a competição e nada ocorreu. As regras estão muito diferentes para os participantes. Não está cheirando bem. É grave e tem de ser tratado como algo assim pelos clubes brasileiros e pela CBF em relação à Conmebol - disse Mano.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance