Em clássico quente, América-MG vira em cima do Cruzeiro e fica perto da vaga nas finais do Mineiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
Escudo - Cruzeiro
1
 
-
 
2
Escudo - América-MG

Em clássico quente, América-MG vira em cima do Cruzeiro e fica perto da vaga nas finais do Mineiro

Valinor Conteúdo - 02/05/2021 - 18:10
Belo Horizonte
Em um clássico movimentado e tenso neste domingo, o América-MG venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada, com gols de Ademir e Alê para o Coelho, enquanto Rafael Sobis anotou para a Raposa. Com o resultado, o time americano pode até perder por um gol de diferença, que seguirá para a final do Campeonato Mineiro.

No campo e fora dele, o duelo foi muito disputado e a temperatura subiu no fim, com uma confusão na entrada dos vestiários, após uma série de discussões entre os jogadores do Cruzeiro com o técnico americano Lisca.

Para conseguir ir à decisão, a Raposa precisará fazer dois gols de diferença no rival no jogo de volta das semifinais do Estadual.


Começo truncado de jogo

Cruzeiro e América levaram 10 minutos para se situar na partida. Os dois times se estudaram muito até que as ações fossem tomadas de fato.

Cruzeiro mais presente no campo do Coelho

A Raposa ficou a maior parte do primeiro tempo na defesa americana, criando algumas boas chances. O América-MG não conseguia se articular e teve momentos de pressão do time celeste à sua meta.


E MAIS:
O América-MG terá a vantagem de empatar o jogo de volta para chegar à final do Mineiro
Times fizeram jogo quente pela semifinal ( Bruno Haddad/Cruzeiro)
VAR “marca” o gol do Cruzeiro

Bruno José faz grande jogada pelo lado direito, entra na área americana e rola para Rafael Sobis, que de perna esquerda manda para o fundo do gol de Matheus Cavichioli. Houve dúvidas se Bruno estava impedido. Mas VAr confirmou o tento celeste, abrindo o placar no clássico.

América-MG em estado letárgico

Se o Cruzeiro estava mais acelerado em campo, o Coelho tinha dificuldades na criação ofensiva, o que gerou três mudanças no ataque americano, promovidas por Lisca.

Gol do Cruzeiro! Só que não! Agora o VAR anulou o tento

Airton empurrou a bola para as redes americanas, mas na origem da jogada, Matheus Barbosa estava impedido e o gol foi corretamente anulado.

Mudanças no ataque tiveram grande impacto no América

As entradas de Ribamar, Gustavo, Leandro Carvalho e Ademir mudaram o panorama americano na partida. Houve pressão do Coelho, com uma presença de mais jogadores na área da Raposa.

O “abafa” americano dá resultado. Gol de Alê

O meia ficou sozinho na área do Cruzeiro, que se preocupou apenas com os atacantes do Coelho, deu uma “casquinha” de cabeça, tirando qualquer chance de defesa de Fábio.

Virada espetacular do Coelho com Ademir

Em menos de cinco minutos, o América-MG saiu de uma partida lenta, sem força no ataque, para conseguir a virada em cima do Cruzeiro. Ademir deixou sua marca aos 45 do segundo tempo.

Temperatura subiu no fim

Lisca provocou o banco e os jogadores do Cruzeiro em boa pare do jogo. O treinador questionava várias marcações para a Raposa e quando a partida se encerrou, houve uma tentativa de briga na entrada dos vestiários do Mineirão, com muitas trocas de xingamentos. O duelo de volta será ainda mais quente, com os ânimos tensos.

América-MG reagiu na hora certa e fica perto da final

Lisca tem lutado muito para recuperar o futebol do América, bem apresentado em 2020. O time teve alguns momentos de brilho, mas sem constância. Mas, conseguiu reagir no clássico, e com a virada, ficou bem perto da decisão.

Já pelos lados da Raposa, Felipe Conceição acerta ao manter um time titular fixo, ganhando entrosamento e encaixe no posicionamento em campo. A perspectiva na Série B se mostra promissora, mas ainda terá de ajustar a equipe para momentos mais decisivos dos jogos.


Próximo duelo


América-MG e Cruzeiro voltam a se enfrentar no domingo, 9 de maio, às 16h, no Independência, com mando do Coelho.


FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

CRUZEIRO 1 X 2 AMÉRICA-MG
Data: 2 de maio de 2021
Horário: 16h (de Brasília)
Local:Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Marcus Vinicius Gomes
VAR: Emerson de Almeida Ferreira
Cartões amarelos: Lisca(AME), Jadson(AME), Gustavo
Cartões vermelhos:
Gols: Rafael Sobis, aos 40’-2ºT(1-0), Alê aos 41’-2ºT(1-1), Ademir, aos 45’-2ºT(1-2)

CRUZEIRO (Técnico: Felipe Conceição)

Fábio, Raúl Cáceres, Ramon e Weverton, Matheus Pereira, Adriano (Matheus Neris, aos 32’-2ºT), Matheus Barbosa(Jadson, aos 35’-2ºT), Rômulo, Bruno José (Felipe Augusto, aos 35’-2ºT), Rafael Sóbis (William Pottker, aos 26’-2ºT) e Airton (Stênio, aos 26’-2ºT).

AMÉRICA-MG (Técnico: Lisca)

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo (Marlon, aos 47’-2ºT); Zé Ricardo, Juninho (Ademir, aos 33’-2ºT), Alê, Bruno Nazário (Leandro Carvalho, aos 21’-2ºT) e Felipe Azevedo (Ribamar, aos 21’-2ºT); Rodolfo (Gustavo, aos 21’-2ºT).



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance