Atlético-AC cobra dívida do Cruzeiro e ameaça ir à FIFA para receber
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Atlético-AC cobra dívida do Cruzeiro e ameaça ir à FIFA para receber

Gilvan de Pinho Tavares
A dívida com o time acreano foi feita na gestão de Gilvan de Pinho, mas a atual diretoria não quer pagar- Foto: Reprodução Instagram
Valinor Conteúdo - 15/11/2018 - 22:05
Belo Horizonte
O Cruzeiro revelou recentemente que o o prêmio da Copa do Brasil deste ano seria basicamente para quitar compromissos com jogadores e funcionários do clube, entre outras situações.

Desde o fim do mandato de Gilvan de Pinho, no fim de 2017, que há dúvidas sobre a saúde financeira do clube. Com a nova diretoria assumindo, capitaneada por Wagner Pires de Sá, o novo mandatário resolveu fazer uma auditoria nas contas do Cruzeiro para saber a real situação financeira da Raposa.

A diretoria tem ciência de casos graves que estão na FIFA de pagamentos não feitos do atacante Diego La Torre, que nunca jogou pelo Cruzeiro, vindo do Defensor-URU, mesmo clube que revelou Arrascaeta. O montante de dívidas da Raposa com outros clubes e questionados na FIFA, ultrapassa os 90 milhões de reais.

E mais um credor resolveu reclamar do time celeste. E não é um dos grandes do Brasil ou da América do Sul. Se trata do Atlético-AC, que disputa a Série D do Brasileiro.

Em 2017, o time mineiro acertou o empréstimo do atacante Careca, que ficou na Toca da Raposa até agosto deste ano e não foi utilizado nenhuma vez na equipe principal.

Só que o Cruzeiro ainda não honrou o compromisso com o time acreano e a diretoria da equipe do Norte resolveu cobrar publicamente a Raposa pela dívida.

- A gente vinha negociando com eles, tentando, fez uma proposta de 50% do valor parcelado em três vezes, e os caras não aceitaram ainda. O empréstimo era por um ano, inclusive, até abrimos mão dele jogar a semifinal da Série D de 2017, para eles pagarem o valor do empréstimo até 28 de fevereiro de 2018. Quando chegou em fevereiro eles começaram a enrolar a gente e não pagaram nem um real. Em dezembro de 2017 houve uma troca de presidente no Cruzeiro e o presidente novo disse que não ia pagar, mas não negociamos com o presidente (antigo), e sim com o Cruzeiro, explicou Geison Morais, diretor financeiro do Atlético-AC ao GloboEsporte.com.

De acordo com o Atlético-AC, houve nova tentativa de se acertar com o Cruzeiro quando houve a troca de diretoria, mas o atual presidente se negou a pagar, pois não fora ele que fizera a dívida e sim, o ex-presidente Gilvan, e só depois de uma auditoria que iria se manifestar sobre os débitos

- Eles não pagaram nada, só enrolaram a gente. Estamos negociando com eles faz um tempão e eles estão ganhando tempo. Mas a gente vai entrar na Justiça agora, na Câmara Nacional de Resolução de Disputas da CBF, e na Justiça Comum e até na FIFA , disse Geison.

O dirigente acreano citou que recentemente o Cruzeiro foi campeão da Copa do Brasil e recebeu uma premiação alta pela conquista e lamentou não receber o valor que é devido ao Atlético-AC.

- Um time que recebeu R$ 80 milhões da Copa do Brasil agora, (o correto é R$ 62 milhões ao todo), do tamanho do Cruzeiro, passando o Atlético-AC pra trás. Vamos através da Câmara e, se for necessário, a gente resolveu que vai até as últimas consequências. Não dá pra esperar mais não. É um clube muito grande e uma situação muito pequena pra eles. Esse recurso é prato de comida pra jogador. A gente paga salário com esses recursos que recebemos, não temos uma fonte de recursos. Os patrocínios são mínimos. A maior moeda que a gente tinha no ano passado, não jogou a semifinal do Brasileiro porque confiamos no Cruzeiro. O jogador foi prejudicado e o clube (Atlético-AC) foi prejudicado porque não recebeu nada, desabafou.

O Atlético-AC vai encaminhar documentos sobre a situação na próxima semana para a Câmara Nacional de Resolução de Disputas da CBF. Será a segunda ação em menos de um ano de algum clube contra o Cruzeiro na Câmara.

Cobrança do rival Galo

Outro Atlético, o Mineiro, cobra uma multa de 10 milhões de reais por uma quebra de contrato do atacante Fred, que deixou o Galo para acertar com a Raposa e havia uma cláusula prevendo essa multa se o jogador fosse para o Cruzeiro antes do fim do contrato.
Esse imbróglio será resolvido no dia 3 de dezembro, quando a ação será julgada.



E MAIS:E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance