Ariel Cabral chega aos 150 jogos pelo Cruzeiro e busca vaga de titular
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Ariel Cabral chega aos 150 jogos pelo Cruzeiro e busca vaga de titular

Ariel Cabral é um dos gringos que mais jogaram com a camisa celeste
Ariel Cabral é um dos gringos que mais jogaram com a camisa celeste-Vinnicius Silva/Cruzeiro
Valinor Conteúdo - 21/03/2019 - 19:28
Belo Horizonte
Titular na última noite, na vitória sobre o Caldense, por 3 a 0, no Mineirão, o volante Ariel Cabral tem mais um motivo para comemorar além do resultado sobre o time de Poços de Caldas. O argentino chegou ao número de 150 jogos com a camisa estrelada e se diz honrado com a marca, principalmente pelo histórico campeão da equipe.

-Estou feliz por completar tantos jogos com esta camisa, é uma honra para mim. Ainda mais ganhando títulos importantes. Vamos continuar trabalhando para obter novas conquistas. Vou semana a semana, mês a mês. E sempre procurando aproveitar as chances que tenho de jogar- declarou o camisa 5.


Deixando a comemoração de lado, Ariel Cabral já está focado no próximo compromisso da equipe. No sábado, às 19h, o Cruzeiro enfrenta o Patrocinense, no Mineirão, em jogo único válido pelas quartas de final do Campeonato Mineiro. O volante pede concentração a equipe para que não seja surpreendida em seus domínios.



E MAIS:
-Vamos procurar entrar concentrados no sábado, como foi na quarta-feira. Defender bem e atacar bastante para continuar avançando. A gente tem de ir passo a passo. Temos de entrar com a cabeça no lugar, concentrados. Time jogo tem de propor o jogo, atacar. Sem desmerecer o adversário, somos o Cruzeiro e temos de ir para cima deles. Agora é o Mineiro, que queremos ganhar, como no ano passado. Depois é a Libertadores. Temos de buscar os resultados e os títulos- disse o volante.


Para o duelo de sábado, o Cruzeiro não terá o volante Henrique, que tomou o terceiro cartão amarelo diante da Caldense. Mano não falou sobre quem irá substituir o capitão celeste, mas segundo Cabral, o setor tem peças de sobra para o treinador fazer uma boa escolha.

-Vamos ter a ausência do capitão, mas temos jogadores para entrar em campo e fazer o que o Mano quer. Está todo mundo à disposição do Mano, todo mundo de qualidade. Ele não terá problema para escolher jogador. Estamos trabalhando, procurando estar focado sempre. Quando o Mano decidiu por mim, dei a resposta. A gente treina, se dedica, parar, quando entrar, fazer as coisas bem-feitas- concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance