Após mais um resultado negativo, Abel Braga deixa o Cruzeiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Após mais um resultado negativo, Abel Braga deixa o Cruzeiro

Abel Braga - Cruzeiro
Abel no duelo com CSA. ele ficou apenas dois meses no cargo de treinador do time mineiro- (Foto: Doug Patrício/Fotoarena/Lancepress!)
Valinor Conteúdo - 29/11/2019 - 12:11
Belo Horizonte (MG)
O técnico Abel Braga não é mais o comandante do Cruzeiro. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, horas após a derrota para o CSA em pleno Mineirão, por 1 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Abel Braga comandou o Cruzeiro em 14 jogos, com 8 empates, três vitórias e três derrotas, totalizando dois meses no cargo. Com o treinador, a Raposa ficou 12 jogos sem perder, porém, com muitos empates. Adilson Batista será o novo técnico da Raposa até o fim do campeonato.

Em sua saída, o técnico deixou claro sua frustração de não ter conseguido tirar o Cruzeiro da zona do rebaixamento.

-Esse peso e essa frustração é de não ter conseguido. Se tu bota uma equipe e o adversário deu um chute e fez um gol, nós finalizamos 23 vezes e não conseguimos fazer gol. Isso se repetiu contra o Avaí, contra o Fortaleza. Tem que se tentar uma coisa de impacto. Então, eu deixei a direção muito à vontade e com muita clareza. Sei a situação que eu peguei o clube e esse homem que tá aqui (Zezé Perrella), que fez isso tudo, sabe a situação que pegou - disse Abel.



E MAIS:
Abel também falou da "loucura" que fez ao aceitar o convite do clube para evitar que a Raposa continuasse em sua derrocada no Brasileiro.

-Estive aqui há exatamente dois meses. De forma muito rápida, estou me despedindo com a consciência doendo, porque vim com o intuito de vir ajudar o clube e encontrei. Vou torcer mais do que nunca para o Cruzeiro pelas pessoas e as amizades que fiz aqui, em todos os segmentos do clube. Com respeito e carinho. O peso e a frustração é de não ter conseguido. Deixei a direção muito à vontade (para a demissão). Com muita clareza, eu sei da situação que eu peguei o clube. Esse homem que está aqui (Zezé Perrella), também sabe da situação que pegou o clube. Outro dia, ele disse para mim: 'Nós somos malucos para pegar o clube assim?'. Eu sou profissional, então ele é mais maluco que eu. Mas ele está trabalhando, como todos estão. Eu levo esse lamento de ter sido (uma passagem de) apenas dois meses e não ter conseguido uma coisa que estava muito convicto que iria conseguir. O Cruzeiro tem um ambiente excepcional, com jogadores que procuraram dar o seu máximo. Aqui não vai culpa e responsabilidade a ninguém. Todos têm, mas eu, a nível de equipe, de resultado, me sinto mais responsável em não conseguir. Obrigado a todos pelo convite. O período foi muito curto, gostaria que fosse mais longo, mas, lamentavelmente, esse é o mundo do futebol. E é dessa maneira que tem de ser. Queira Deus que o novo treinador tenha mais força para dar o choque, que, nesse momento, eu não estou conseguindo- disse Abel em sua despedida do gestor do futebol do Cruzeiro, Zezé `Perrella.

O novo treinador do Cruzeiro, Adilson Batista, vai se pronunciar ainda nesta sexta-feira para o torcedor e a imprensa na Toca da Raposa. Ele será o quarto técnico do ano no clube mineiro. Mano, Rogério Ceni e agora Abel, também comandaram a equipe celeste na desastrosa temporada de 2019. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance