Corinthians vence como Corinthians, mas futebol ainda foi de time de Z4
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Corinthians vence como Corinthians, mas futebol ainda foi de time de Z4

Alexandre Guariglia - 15/10/2020 - 08:00
São Paulo (SP)
O Corinthians conseguiu uma vitória heroica na noite da última quarta-feira ao bater o Athletico-PR, por 1 a 0, na Arena da Baixada. O resultado era necessário tanto para a autoestima do time quanto para sair da zona de rebaixamento, objetivo que foi atingido nessa 16ª rodada do Brasileirão-2020. Apesar disso, a empolgação deve se limitar a esses fatores, pois o futebol ainda foi de Z4.

Com apenas dois dias de treinamento, Vagner Mancini fez sua estreia como treinador do Timão e cumpriu o que prometeu em sua entrevista coletiva de apresentação na última terça-feira, que era vencer os duelos, jogando bonito ou jogando feio, já que neste momento incômodo do clube, o que vale mais é somar os três pontos e não a busca por um estilo de jogo utópico independentemente do placar conquistado.


E nisso, realmente, pelo menos de minha parte, não há o que colocar defeito, porque o objetivo no futebol é vencer. Não há pontuação extra para o time que jogou melhor, nem para o time que jogou mais bonito. Leva os três pontos quem fizer mais gols e contra fatos não há argumentos. O Athletico-PR teve mais chances, mais posse, ficou mais tempo no ataque, mas quem balançou a rede foi o Corinthians, aos 49 minutos do segundo tempo, com Everaldo.

E MAIS:
Além dos pontos somados, que foram suficientes para tirar a equipe da zona de rebaixamento, a vitória serviu para trazer paz para o dia a dia do clube, como disse o próprio técnico Vagner Mancini, em coletiva após a partida. Sem contar a autoestima do elenco, que na base da entrega, da raça e sem desistir, honrou a tradição corintiana e venceu o desafio com "a cara do Corinthians".

No entanto, a empolgação precisa parar por aí, pois atuação alvinegra foi digna de time que briga para fugir da zona de rebaixamento do Brasileirão-2020. Ainda que tenha se mostrado uma equipe mais organizada, com mais intensidade na marcação e com mais verticalidade para chegar ao ataque, é necessário ponderar que isso também tem a ver com o "choque" inicial que uma mudança de treinador provoca. Algo que Mancini comentou na coletiva.

- Tem muita coisa a ser feita. A cara do Corinthians tem que ser mudada, não está bom ainda. Foi muito importante a vitória. Vindo vitória, você consegue elaborar mudanças de forma mais rápidas. Derrota você sofre, abala o emocional. Importante que o otimismo volte e a capacidade de realizar seja a melhor possível - analisou o comandante corintiano após a vitória.

É muito importante que Mancini tenha vindo a público e sido realista diante da situação, pois o que foi visto em campo não teria como ser descontextualizado, como acontece com outros profissional na mesma função. Se o primeiro tempo foi aceitável e mais equilibrado, a segunda etapa foi terrível, com um massacre do Furacão nos primeiros 15 minutos, que só não se traduziu em goleada pela atuação brilhante de Walter, fazendo pelo menos quatro defesas decisivas.

Além de tudo, ficou muito claro que o elenco do Corinthians é bastante limitado. Os erros técnico de alguns jogadores e a falta de opções no banco para mudar o jogo deixaram isso evidente na Arena da Baixada. Se não fosse a gana de não desistir um lance atípico com participação de Walter, Boselli, Xavier e Everaldo (autor do gol) no fim da partida, certamente o zero não sairia do placar e o torcedor precisa entender que a realidade é exatamente essa.

Pelo menos, quanto a isso, a decisão de trazer Vagner Mancini foi acertada, pois parece que ele já detectou o que precisa ser feito e o que ainda falta para poder dar uma outra cara ao Corinthians, porém, acima de tudo, ele foi bastante realista e honesto em suas análises de pré e pós-jogo, o que não vinha acontecendo no clube. Nessa altura do campeonato, tentar enganar a torcida e/ou priorizar filosofia de jogo seria uma falta de respeito com a instituição.

Comemoração - Athletico-PR x Corinthians
Timão ainda precisa melhorar (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Facebook Lance Twitter Lance