Vão repetir no Corinthians? Jô e Love fizeram parceria artilheira na Rússia
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Vão repetir no Corinthians? Jô e Love fizeram parceria artilheira na Rússia

Montagem - Jô e Love
Jô e Love podem reeditar dupla de sucesso no Corinthians (Foto: Montagem/Ag. Corinthians/Fotoarena)
Alexandre Guariglia - 20/05/2020 - 08:00
São Paulo (SP)
Diante de declarações públicas concedidas recentemente de ambas as partes, a volta de Jô para o Corinthians parece questão de tempo, seja no meio deste ano ou no começo da próxima temporada. Se isso acontecer, o atacante poderá reencontrar um velho conhecido dos tempos de Rússia: Vagner Love, com quem formou uma dupla vitoriosa por três anos no CSKA Moscou.

Ao todo, em três temporadas como companheiros (2005/2006, 2006/2007 e 2008/2009), Jô e Love estiveram juntos em campo em 60 partidas oficiais por Liga dos Campeões, Campeonato Russo, Copa da Rússia e Supercopa da Rússia, com retrospecto de 32 vitórias, 20 empates e 8 derrotas, ou seja, 64,4% de aproveitamento dos pontos disputados nesse período.




Mas o que chama a atenção mesmo é o número de gols que cada um marcou mesmo jogando praticamente na mesma posição. Jô marcou 38 gols nesses 60 jogos, média de 0,63 por partida, já Love anotou 30 tentos, 0,50 por jogo. Somados, balançaram a rede 68 vezes, ou que resulta em uma média de mais de um gol por duelo enquanto atuaram juntos (1,13 para ser mais preciso).

E MAIS:
Em entrevista para a ESPN Brasil, na última terça-feira, Jô falou sobre a possibilidade de atuar ao lado do antigo companheiro, uma vez que disputariam a mesma posição. Em seu argumento positivo para reeditar a parceria em uma possível volta, o jogador do Nagoya Grampus-JAP lembrou dos tempos de Rússia, justamente citando os números acima.

- O Love eu fiz uma parceria com ele de três anos, se for buscar os números que a gente teve atuando juntos, foram fenomenais no CSKA Moscou. Então, não sou eu que posso decidir isso, se por ventura houver a volta, isso aí é o treinador, atualmente o Tiago Nunes, mas não tenho problema em jogar com qualquer tipo de centroavante, até porque já fui jogador de beirada, já fiz segundo atacante, não vejo problema - disse Jô.

O bom retrospecto da dupla no CSKA também se transformou em títulos. Foram cinco conquistas nesse período: um Campeonato Russo (2005), duas Copas da Rússia (2005/2006 e 2007/2008) e duas Supercopas da Rússia (2006 e 2007). Depois de se destacar nessas temporadas, Jô foi contratado por um valor recorde pelo Manchester City no meio de 2008 e a parceria teve um fim.

Para que eles voltem a se encontrar, porém, há a necessidade de ajustar alguns pontos. Vagner Love tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2020 e caso não renove, só encontraria o antigo companheiro se Jô conseguir a liberação do Nagoya antes do término do seu vínculo no Japão, ou seja, em dezembro deste ano. Dessa forma, há uma boa chance de o reencontro não acontecer, caso contrário, o Timão vai ter um ataque muito entrosado.

Confira os números da dupla em campo pelo CSKA Moscou:

60 jogos
32 vitórias
20 empates
8 derrotas
​64,4% de aproveitamento
Gols: 68 (Jô marcou 38 e Love marcou 30)

Facebook Lance Twitter Lance