Romero joga final para se isolar como gringo mais vencedor do Corinthians
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Romero joga final para se isolar como gringo mais vencedor do Corinthians

Romero
Romero já está na história do Corinthians (Foto: Joca Duarte/PhotoPress)
Marcio Porto - 10/10/2018 - 08:15
São Paulo (SP)
O Corinthians começa a decidir nesta quarta-feira às 21h50 a Copa do Brasil contra o Cruzeiro no Mineirão. Uma possível conquista trará um fim de ano perfeito para a Fiel, que já comemorou o Paulista em 2018, e uma marca mais do que especial para o paraguaio Ángel Romero. Se o Timão levantar a taça, ele se tornará o jogador estrangeiro que mais foi campeão com a camisa do clube.

Desde o título paulista deste ano, conquistado na casa do Palmeiras com vitória nos pênaltis, Romero está empatado com o colombiano Freddy Eusébio Rincón, volante que defendeu o clube no fim dos anos 90. Curiosamente, o primeiro título de Rincón pelo Corinthians foi justamente em cima do Cruzeiro, na única final disputada por eles até hoje: o Campeonato Brasileiro de 1998.

Depois daquela conquista, Rincón ainda venceu o Paulista e o Brasileiro em 99 e foi capitão do time campeão mundial em 2000 no Maracanã ao bater o Vasco da Gama. Uma série de conquistas que o colocou na frente de grandes nomes como Gamarra, Tevez e Paolo Guerrero, outros expoentes estrangeiros da história do clube. Mas que pode ser batido por Romero, campeão Brasileiro em 2015 e 2017, e do Paulista em 2017 e 2018.

Para isso, é bom que o paraguaio jogue mais do que vem jogando. Ele não marca um gol desde o dia 1 de agosto, na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense pelas quartas de final da Copa do Brasil, na Arena Corinthians. Desde então, foram 16 jogos e 65 dias de jejum.  Por outro lado, se valer o retrospecto, contra o Cruzeiro é animador. Na última vez que os times se enfrentaram, no dia 25 de julho, pelo Brasileiro, o paraguaio marcou os gols da vitória por 2 a 0.

Apesar do jejum, Romero com a confiança da comissão técnica e tem papel importante no time, sobretudo em duelos como este da final. A tática do Corinthians, já admitida por todos, será a de tentar segurar o Cruzeiro no Mineirão para conseguir concluir o título em casa, diante da torcida. Voluntarioso e de uma aplicação tática invejável, Romero é peça-chave nesta missão.

Com a torcida o atacante goza de prestígio. É o artilheiro da Arena com 27 gols. Ao todo, marcou 38 com a camisa do Timão, em 213 jogos. Já fez história, e pode agora ostentar um recorde com mais uma conquista.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance