Pedrinho e Clayson falam em jogo duro contra o Montevideo na Sula
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Pedrinho e Clayson falam em jogo duro contra o Montevideo na Sula

Clayson
Clayson será novamente titular do Corinthians pelo lado esquerdo do ataque (Foto: Flávio Hopp//Lancepress!)
Yago Rudá - 23/07/2019 - 11:38
São Paulo (SP)
O Corinthians está firme e forte na briga pelo título da Copa Sul-Americana. Na próxima quinta, às 21h30, o Timão recebe, em Itaquera, o Montevideo Wanderers pelo primeiro jogo das oitavas de final da competição internacional. Na opinião dos pontas Clayson e Pedrinho, o duelo com os uruguaios não vai ser nada fácil.

- Sempre difícil enfrentar time uruguaio. Time que dá a vida. Vai ser muito difícil. O Bruno (Méndez) deve passar alguma informação para o Carille. A gente vai tentar explorar os pontos fracos deles. Temos que conseguir uma vantagem porque eu acredito que lá vai ser mais difícil do que aqui - afirmou o atacante Clayson, demonstrando preocupação com a equipe de Montevidéu.




Depois de despachar o Racing, da Argentina, e o Deportivo Lara, da Venezuela, o Timão agora mede forças com a equipe da capital uruguaia. Apesar da importância do duelo, o elenco alvinegro ainda não recebeu informações sobre o Montevideo Wanderers - clube que não vence um título nacional desde 1931.

- Não recebemos informação deles ainda. Carille vai passar informações amanhã. Vai passar os pontos fortes para saber onde temos que explorar - confessou Pedrinho, titular do Timão pelo lado direito do ataque.

Nesta terça, Carille fez o primeiro treino com bola dos titulares na semana. A tendência é de que o Corinthians entre em campo contra o Montevideo Wanderers com a mesma formação que empatou, em 1 a 1, com o Flamengo no último domingo. A provável escalação tem Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel e Júnior Urso; Pedrinho, Sornoza e Clayson; Vagner Love.


E MAIS:
Confira outros trechos da entrevista coletiva: 

Pedrinho 

Melhora contra o Flamengo

Sabemos o quão importante é o resultado, mas o desempenho nos agradou. Não estávamos acostumados com tantas finalizações. Com certeza, jogando desse jeito a vitória ficará mais próxima.

Importância da Sul-Americana
A Sul-Americana é um campeonato que brigaremos muito para conquistar. É um campeonato curto, com poucos jogos. É um caminho que vamos traçar para tentar ser campeão.

Importância do primeiro jogo
A maioria dos jogadores preferem decidir os jogos em casa. Sabemos o quão importante é o primeiro jogo. Serão 90 minutos importantes para fazermos um bom jogo e tentarmos um bom resultado para decidir lá.

O baixo número de gols na temporada (dois gols em jogos oficiais)

Nós nos cobramos bastante no dia a dia. Os pontas do Corinthians não costumam fazer muito gols. Eu e o Clayson marcamos e às vezes ficamos jogando mais defensivamente. O Carille tem nos cobrado bastante para melhorarmos. 

Jogada ensaiada contra o Flamengo 

Foi uma jogada ensaiada que o Carille trabalhou com a gente na semana. A gente sabia que o Flamengo deixava aquele espaço. Foi uma boa bola do Sornoza e foi uma pena que o Diego conseguiu fazer a defesa. Que a gente possa continuar trabalhando para fazer os gols. 

Clayson

Melhora contra o Flamengo

Pela forma como foi o jogo foi um balde de água fria. O importante é que estamos evoluindo. É jogo a jogo. Ganhar consistência e regularidade e brigar pelos campeonatos que estamos disputando.

Importância da Sul-Americana
O caminho é esse. Jogo a jogo no Brasileiro. A Sul-Americana é diferente. São jogos de mata-mata. Temos que entrar com uma gana maior. Acho que é mais fácil porque são menos jogos para conquistar o título.

Importância do primeiro jogo 
É importante jogar em casa. A força do nosso torcedor nos ajuda muito. Eu, particularmente, prefiro decidir em casa. Vamos em busca de um bom jogo para levar uma vantagem para o Uruguai.

O baixo número de gols na temporada
A gente faz aposta, brinca nas finalizações. Como o Pedrinho frisou muito bem. O Corinthians tem um sistema defensivo muito bem definido. Não só marcar gol, mas tambpme podemos contribuir com uma assistência, com uma jogada lá na frente.

Dá para o Corinthians brigar pelo título brasileiro?

Dá. Ao meu ver, dá. Ganhar o máximo de jogos em casa. Ainda está bem embolado. Enquanto conseguirmos nos manter lá em cima vai dar para brigar. É jogo a jogo, tentar ficar lá em cima. E quando estiver faltando poucas rodadas tentar fazer os pontos que são muito importantes.

Facebook Lance Twitter Lance