Médico nega 'blefe' com Fagner: 'Ninguém no Corinthians faria isso'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Médico nega 'blefe' com Fagner: 'Ninguém no Corinthians faria isso'

Treino Corinthians Fágner
Fagner voltou aos treinos nesta segunda-feira (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
LANCE! - 11/09/2018 - 14:17
São Paulo (SP)
A surpreendente volta de Fagner aos treinos está gerando polêmica entre corintianos e flamenguistas. O lateral-direito se lesionou no último dia 29 e tinha retorno previsto em três a quatro semanas. Porém, 12 dias depois, ele treinou normalmente e deverá estar à disposição do técnico Jair Ventura para o duelo contra o Flamengo nesta quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil. Em meio à essa repercussão, o Dr. Joaquim Grava, médico do Corinthians, se pronunciou sobre o assunto.

- Inicialmente, o prazo que nós tínhamos dado eram de duas a três semanas. Só que o Fagner teve uma evolução surpreendente. Ele reagiu muito bem nos últimos dias, ontem treinou e hoje fará um treinamento mais específico com bola para ver como ele se sente e se tem condições de jogar ou não. Ele pode também não ter condições de jogo. O que me surpreende é essa polêmica dizendo que o Fagner não teve nada. Ninguém no Corinthians faria isso, eu tenho 40 anos de futebol. Antigamente até poderia acontecer que ninguém pautaria, mas hoje é impossível. Tem exames e diversas formas de provar.
Outra coisa, o Fagner foi desfalque do Corinthians por três jogos importantes. Ninguém teria o pensamento de tirar o jogador da Seleção Brasileira para daqui 12 dias ele jogar contra o Flamengo - expôs o médico em entrevista ao programa Bate Bola, da ESPN.

Joaquim Grava fez questão de ressaltar que o prazo de retorno estabelecido ao jogador era de duas a três semanas. Fagner foi diagnosticado com lesão de grau um na coxa esquerda e fez tratamentos intensivos durante esse tempo. Em alguns dias chegou a tratar em até três períodos. O médico também falou que não há um tempo certo para a recuperação, 'cada caso é um caso'.

- Foi passado para a CBF de duas a três semanas. Pois, contratura muscular de grau um é exatamente esse período, mas também pode ser que o jogador fique fora por cinco semanas. Uma lesão muscular depende muito da evolução, a técnica que você utiliza e com quem você trata. Cada caso é um caso e esse tipo de lesão não tem um tempo exato para a recuperação. O fato do Fagner estar sem sintomas não significa que ele está bem, é uma coisa muito relativa. Essa lesão é o grande vilão da medicina esportiva - afirmou.

Afastando qualquer polêmica, o médico alvinegro garantiu que a única função do Corinthians era passar para a CBF os exames e as condições do lateral e que o clube não influenciou a desconvocação de Fagner.

- Quem convoca ou desconvoca é a Seleção e não o clube. Passamos as condições do atleta para esse amistoso. A única função de um clube nesse caso é enviar um relatório com os exames complementais que o jogador fez - concluiu o Dr. Joaquim Grava.

O diretor de futebol do Timão também pronunciou-se sobre o assunto. O dirigente declarou que o clube não teme a ameaça do Flamengo de fazer uma denúncia caso Fagner entre em campo no Maracanã nesta quarta.

- Temos total segurança. Ele foi cortado pela CBF. Não foi um pedido de desconvocação feito pelo atleta. O Corinthians está tranquilo e trabalhando muito para que ele tenha condições de jogar - afirmou.

À tarde, o Corinthians publicou, em seu site, uma nota oficial também explicando o diagnóstico inicial de Fagner. O clube mostrou também o resultado do exame que constatou a lesão no jogador.

"O Departamento Médico do Sport Club Corinthians Paulista informa que a desconvocação do atleta Fagner da Seleção Brasileira ocorreu após envio de exames específicos e de imagens diretamente à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e a decisão foi tomada exclusivamente pela entidade, pois o clube não detém autonomia para tal processo.

Após diagnóstico de uma contratura muscular na coxa esquerda, a previsão de recuperação era de duas a três semanas, e desde então, o lateral passou a se tratar no CT Dr. Joaquim Grava em dois e eventualmente até três períodos sem folgas aos sábados e domingos.

O Sport Club Corinthians Paulista reforça que historicamente já recuperou outros atletas até antes do prazo esperado pelos médicos e conta com uma equipe de quatro fisioterapeutas, além de estrutura mundialmente reconhecida como CEPROO e Lab R9."

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance