Fagner diz que chegada de Arana traria 'dor de cabeça boa' para Carille
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Fagner diz que chegada de Arana traria 'dor de cabeça boa' para Carille

Fagner e Guilherme Arana
Fagner e Arana formaram a dupla de laterais do Corinthians em 2017 (Foto: Gero Rodrigues/O Fotográfico/Lancepress!)
Marcio Porto - 16/01/2019 - 12:03
São Paulo (SP)
Guilherme Arana tem tapete vermelho estendido para retornar ao Corinthians. Enquanto tem futuro indefinido no Sevilla (ESP) e vê o Timão trabalhar com a possibilidade de seu retorno, o lateral-esquerdo pode ouvir seus ex-companheiros reforçarem o discurso que tomou conta da torcida. Nesta quarta-feira, o lateral-direito Fagner destacou a importância de um possível retorno de Arana. Os dois foram campeões brasileiro em 2015, e paulista e brasileiro em 2017.

- Arana é um excelente jogador. A gente sabe do ano maravilhoso que ele fez, excelente qualidade técnica. É importante ter um grupo muito forte, a responsabilidade do ano é grande. Ano passado terminou de um ano não muito agradável, precisamos colocar o Corinthians onde ele tem de estar, brigando por título. Precisamos qualificar sempre o grupo, se ele vier, vai qualificar, e é uma dor de cabeça boa para o Carille. Quando tem peças em todas as posições, facilita - afirmou Fagner. 


O Corinthians já trabalha nos bastidores para contar com Guilherme Arana, caso o lateral-esquerdo decida mesmo voltar ao Brasil. Nesta semana, o jornal Marca, de Madri, publicou que o Sevilla negociará o jogador agora e uma volta ao Brasil por empréstimo não está descartada. No momento, Danilo Avelar tem sido titular do Corinthians, que ainda conta com o jovem Carlos, de 20 anos, para a lateral esquerda. 

Fagner também falou sobre outros assuntos e foi otimista com a análise da temporada 2019 do Corinthians. O jogador disse que a quantidade de reforços  importantes representa as ambições do clube para o ano.

- A gente sabe da qualidade dos reforços que estão chegando, os que já chegaram. A gente já sabe que vão agregar muito, tudo aquilo que o Carille tem como ideia, conjunto. Sabe que precisamos de reforços, pela temporada, lesões, cartões. A quantidade de reforços condiz com as pretensões do time no ano, de buscar títulos. Nos deixa muito motivados, de as coisas acontecerem, como estão acontecendo no início do trabalho - analisou Fagner.

E MAIS:
Confira outros trechos da entrevista do lateral-direito:

Linha defensiva
São vários fatores. A conversa. A correção, que é importante. Dá muita enfâse a sistema, cobrir setores, cobrir espaços. Coisas que vão fazendo você crescer. Quando cheguei em 2014, ele com o Sylvinho foram responsáveis por um crescimento muito grande que tive na carreira. Quem estiver interessado, tende a crescer muito na questão tática.

Dá para bater de frente com Flamengo e Palmeiras?

Difícil falar. Tem de pensar em fazer nosso trabalho bem feito. No nosso grupo, no entendimento do trabalho do Carille. No decorrer das competições, vamos ver de medir forças. É jogo a jogo, dentro da competição. Mais importante é evoluir como equipe, agregar o quanto antes reforços, e volte a ser a equipe chata que sempre foi o Corinthians.

Situação de Romero
A gente sabe das características do Romero, sabe da qualidade. Mas é uma situação delicada, para nós que estamos de fora. Isso envolve jogador, diretoria, empresário. É uma situação indelicada, até mesmo para o atleta. Esperamos que resolva rápido.

Sornoza
Difícil, ainda mais no início da temporada, você ter uma lesão, não é bom. Vamos torcer para não ter sido nada mais sério, só coisa de treino. Pelas ideias do Fábio, que não prejudique.

Arana e Love chegando sobe o patamar?
Difícil falar em patamar. É mais fácil pensar nisso após início da competição, após os jogos. Equipe está qualificada, é importante ter isso. São competições simultâneas, lesões, cartões. E você sabe da necessidade de disputar títulos, ser campeão. A gente fica feliz de ver jogadores chegando.

O que terá de diferente em 2019?
É o início de trabalho, recomeço do Fábio aqui. Os mais novos ainda estão entendendo, os mais velhos têm de ajudar para se adaptarem o mais rápido possível. Vai ser um ano bom, tem nos deixado otimista.

Pré-temporada
Foi um dos melhores anos que cheguei, procurei treinar, até para não sofrer na pré-temporada.

Flamengo
Eu fiquei sabendo dessa sondagem há um ano, não chegou diretamente para mim. Não chegou nada de fora, eu estou muito feliz aqui, minha família. Eu tenho uma história, quero construir uma história. Estou bem tranquilo quanto a isso.

Estreia contra o Racing na Sul-Americana preocupa por conta do ano passado?
A gente fica bravo quando é eliminado da maneira que fomos, nos deixa bastante chateados, sabendo que tínhamos condição de passar. Primeiro jogo tivemos bastante chance de sair com resultado melhor, acabamos sofrendo empate. É o mundo da bola, espero que dessa vez a gente saia de forma melhor.

Conversas com Gustagol
Conversa normal. Quando ele saiu para empréstimo, saiu com a torcida pegando no pé. E ele saiu, procurou trabalhar, evoluir, melhorar, fez um ano excelente ano passado. Ele volta melhor, querendo crescer, evoluir. A gente só desejou boas-vindas, espero que ele possa nos ajudar e certeza de que ele vai nos ajudar bastante.




Facebook Lance Twitter Lance