Avelar fala em jogo de seis pontos para o Corinthians contra o Inter
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Avelar fala em jogo de seis pontos para o Corinthians contra o Inter

Danilo Avelar
Danilo Avelar será o titular do Corinthians contra o Inter (Foto: Gero Rodrigues/O Fotográfico/Lancepress!)
Yago Rudá - 09/08/2019 - 14:55
São Paulo (SP)
O Corinthians está na zona de classificação para a Copa Libertadores do ano que vem. No próximo domingo, o Timão mede forças com o Internacional, no Beira-Rio, e trata o jogo como uma decisão. Afinal, o clube gaúcho é o sétimo colocado e pode passar o Alvinegro nesta rodada. Por isso, o lateral Danilo Avelar vê o duelo no Rio Grande do Sul como uma partida de seis pontos.

- Primeiramente a gente tem que pensar em nós, em nosso trabalho, respeitamos nosso trabalho. Não vale a pena perder energia no que o outro vai fazer, sem termos certeza do que vai ser. É jogo de seis pontos, estamos próximos de classificação. Cabe a eles decidir se vão com força máxima. Temos de estar preparados para sair com a vitória de lá - pontuou o lateral do Timão ao ser questionado sobre a possibilidade do Colorado entrar com o time reserva em campo já que disputa a Copa do Brasil e a Copa Libertadores.

Atualmente na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, o Timão soma 23 pontos ganhos em 39 disputados. A equipe comandada pelo técnico Fábio Carille vê o líder Santos com uma vantagem de nove pontos na tabela. Apesar da diferença ser grande e da presença do Corinthians nas quartas de final da Copa Sul-Americana, o elenco não joga a toalha e vê como algo possível brigar pelos dois títulos que disputa neste segundo semestre. 

- Não só eu, como todos que estão aqui, encaram isso como um objetivo super alcançável. Sabemos como será importante um título de Sul-Americana, mas não podemos deixar a desejar no Brasileirão, tem que ter equilíbrio. Por isso é importante o elenco. É muito possível conseguirmos esse feito na Sul-Americana e chegarmos longe no Brasileirão - avisou Avelar. 

Depois de vencer o Goiás na última quarta, por 2 a 0, o Corinthians volta a campo no domingo para encarar o Internacional. A partida, com mando do Colorado, começa às 11h  e é válida pela 14ª rodada do Brasileirão. Em caso de vitória, o Alvinegro pode até dormir na terceira colocação do campeonato. Entretanto, em caso de um triunfo gaúcho, o Timão pode deixar a zona de classificação para a Copa Libertadores. 

E MAIS:
Confira outros trechos da entrevista do lateral Danilo Avelar:

Sobre a escolha de Fábio Carille por Carlos Augusto na última quarta 
Não analiso dessa maneira crítica ao tanto de ter disputa, ninguém é titular absoluto, temos de estar provando todos os dias. Cabe ao Carille decidir quem vai jogar, tem suas táticas, pensamentos e filosofia. Me tirou do jogo com o Goiás para dar ritmo, é necessário, o calendário é recheado no Brasil, não pode depender de 11 jogadores. É a ideia de alternar. Não teve nada concreto de 'você não vai jogar por isso ou aquilo'. 

Momento positivo do Corinthians na temporada 
Evidente que é um momento bom pelos resultados, mas temos muito a fazer ainda. Não estamos 100% felizes e contentes com o trabalho, a gente sabe que pode evoluir muito mais, a gente tem se cobrado em treinos e jogos. Mesmo ganhando, às vezes a gente poderia ter apresentado um futebol mais legal. Isso é bom, o caminho é esse, pés no chão, se estamos invictos fizemos por merecer. É continuar isso.

Dificuldade de enfrentar o Inter no Beira-Rio
Cada time procura seu foco, seu objetivo, se pensam dessa maneira cabe a nós ir e reverter. Temos que fazer um bom jogo, um jogo grande, uma equipe de respeito, que tem se mantido na tabela mais em cima, jogo de camisas importantes, cabe a nós impor nosso respeito.

Carlos Augusto 
Acho que o primeiro passo ele fez muito bem. Reconhecer que pode melhorar, muitos não reconhecem. Então já é algo de se aplaudir. Conversei com ele durante o jogo para ter atenção na marcação do atleta do Goiás, que é muito rápido. Carlos tem futuro promissor,apoio muito ele.

Corinthians deve atacar mais pela esquerda contra o Internacional, já que Fagner está suspenso e não jogará no Beira-Rio?
Não sei, isso depende de como o time adversário te permite. Muitas vezes atacamos pelo lado direito não só pelo fator Pedrinho e Fagner, mas pelo adversário ter um lado mais vulnerável. Se contra o Inter isso nos permitir, pode ser nossa válvula de escape. Depende do jogo, muitas vezes você planeja e no jogo é diferente. Tem que fazer a leitura, vai muito do feeling do jogo.

Diferença para o Santos
Claro que dá para buscar. Se seguirmos a linha que todo jogo faremos nosso trabalho bem feito, lá no final as coisas podem ser legais. Foi assim no Paulistão, não nos apontavam como favoritos, fomos de pouquinho em pouquinho, e fomos campeões. Nossa meta é pontuar, evitar ao máximo as derrotas. Todo ponto faz diferença lá na frente.

Possibilidades do Corinthians no segundo semestre
Sei da capacidade que temos, sei do que é possível. Temos uma família aqui no Corinthians que acredita no trabalho, isso é importante. Não adianta chegar no topo e não conseguir se manter. Se você tem todos preparados e vai chegando, lá no final você pode ser líder e campeão. Às vezes você é líder desde cedo e tem muita pressão e tem outros comendo pelas beiradas. Talvez surpreender e no final conquistar alguma coisa, todos ficam felizes. Agora se você fica o campeonato todo ali e no fim perde, o peso da desilusão é muito grande. Prefiro assim.


Facebook Lance Twitter Lance