Sem gols e com polêmica: Botafogo e Santos empatam no Nilton Santos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Sem gols e com polêmica: Botafogo e Santos empatam no Nilton Santos

  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Celso Pupo/Fotoarena
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Celso Pupo/Fotoarena
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos ANTONIO MARCOS/PHOTO PREMIUM
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
  •  Botafogo x Santos
    Botafogo x Santos Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
Lazlo Dalfovo - 04/08/2018 - 18:03
Rio de Janeiro (RJ)
Poucas horas antes de abrir a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo anunciou a chegada de Zé Ricardo e deu ao torcedor, amargurado com a sequência negativa, um alento para o restante da temporada. No Nilton Santos, recebeu um também pressionado Santos, cujo treinador Cuca inicia um trabalho e já foi desejo da atual diretoria do Glorioso. O resultado, no entanto, foi um frustrante 0 a 0 para ambos, com uma enorme polêmica no fim, em que os mandantes reclamam de um gol (anotado por Renatinho) anulado. 

INÍCIO PROMISSOR
Sob os olhares do presente Tite e muita pressão pela tabela, os alvinegros queriam e precisavam dar uma resposta positiva diante do atual momento na temporada. E se o futebol atual da dupla não condiz com a grandeza do clássico centenário, ao menos o início foi de trocação franca. O Botafogo criou uma boa chance pela direita logo de cara, enquanto do outro lado, na parceria dos talentosos Rodrygo e Gabigol, o camisa 10 chegou perto de abrir o placar.


PRESSÃO CASEIRA
O jogo passava por um momento sonolento, até que o Botafogo resolveu despertar. E o caminho para a vitória parecia ser pelo lado direito de seu ataque. Uma sequência de três jogadas pelo setor deixou o grito de gol preso na garganta do torcedor botafoguense, principalmente quando Valencia teve a oportunidade da marca da cal, limpa. Nada feito para o intervalo.

COMO A BOLA NÃO ENTROU?
O Santos passou a dominar as ações do segundo tempo, ganhando território e causando perigo nos contra-ataques. Em uma das jogadas em velocidade, a bola sobrou para Victor Ferraz, que chutou e carimbou a trave. O goleiro Saulo iria falhar, mas acabou se redimindo com reflexo apurado no rebote, em tentativa de Yuri Alberto. Um lance que incendiou o estádio.

1 A 0 SERIA GOLEADA
Surpreendentemente, o Santos tirou o pé após a ótima chance. Parecia acomodado com o empate. Já o Botafogo mexeu para dar novo gás, porém parou na limitação técnica de seu setor criativo. Pouco incomodou, e a intenção para os minutos era de que 1 a 0 seria goleada para qualquer uma das equipes.

HOJE NÃO, HOJE SIM, HOJE NÃO!
Já na reta final, um lance que renderá diversos debates. Renatinho foi à rede, partindo de trás, mas o juiz considerou que Luiz Fernando, impedido, havia participado da jogada. A princípio, o árbitro anulou a jogada, quando os botafoguenses já comemoravam. Em seguida, após muita confusão e reclamações com o auxiliar, assinalou gol. Mas... Sim, teve ainda uma terceira e última decisão: o gol foi invalidado e o zero se manteve no placar sob muitos protestos da torcida e dos jogadores da casa.

PRÓXIMOS JOGOS
Agora, o Botafogo terá uma semana cheia para, no próximo domingo, visitar o Paraná. No mesmo dia,  Santos enfrenta o Atlético-MG, fora de casa. 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0X0 SANTOS

Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 4/8/2018 - 16h
​​Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Público/Renda: 6261 pagantes e 6.940 presentes / R$ 122.665,00
Cartões amarelos: Matheus Fernandes (BOT); Alison, Luiz Felipe, Dodô, Gustavo Henrique (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

BOTAFOGO:
Saulo; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Yuri; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Leo Valencia (Renatinho, 27'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Aguirre, 30'/2ºT), Luiz Fernando (Ezequiel, 45'/2ºT) e Kieza - Técnico: Bruno Lazaroni.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison (Diego Pituca, 23'/2ºT), Renato e Carlos Sánchez; Bruno Henrique (Derlis González, 35'/2ºT), Rodrygo e Gabigol (Yuri Alberto, 14'/2ºT) - Técnico: Cuca.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance