Pela Série B, Figueira ganha do Botafogo-SP e encosta no G4
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Pela Série B, Figueira ganha do Botafogo-SP e encosta no G4

Figueirense x Botafogo-SP
Foto: Matheus Dias/Figueirense
Futebol Latino - 11/06/2019 - 21:07
Florianópolis (SC)
O Figueirense vai a parada da Série B do Campeonato Brasileiro em função da Copa América com o ânimo lá em cima. Precisando da vitória em casa contra o Botafogo-SP para seguir próximo da parte alta da tabela, os comandados de Hemerson Maria fizeram seu papel e, agora, o Furacão do Estreito é o quinto colocado com 13 pontos, dois a menos que a Ponte, primeira ocupante do G4.

Apesar da posição também confortável na tabela do Bota, vice-líder com 16 unidades e com melhor saldo que o Londrina, o time de Ribeirão Preto viu outra equipe paulista, o Bragantino, se garantir na liderança da competição com seu revés.

DE PÉ EM PÉ



O Figueira exercia bem o seu papel de equipe mandante no quesito de ser mais atuante em troca de passes e domínio territorial que, feitos de maneira eficiente, renderam o primeiro grande momento de perigo a meta de Darley. Depois de rápida movimentação, Fellipe Mateus teve espaço para dominar e, próximo a meia-lua, bater forte para uma defesa importante do arqueiro paulista mandando pela linha de fundo.

PESOU A EFICIÊNCIA

Os mandantes seguiam muito mais rápidos e insinuantes do que o inverso nos momentos que tinham a posse e, usando a velocidade do ataque mais jovem com a experiência de Rafael Marques, o Furacão do Estreito inaugurou o marcador em Florianópolis. Depois de Willian Popp apostar corrida e ganhar da zaga paulista, o cruzamento rasteiro foi no pé de Rafa que só tocou para as redes.

CABIA MAIS

Antes do intervalo, o ritmo de jogo dos catarinenses ainda deixava o time visitante claramente perdido na marcação e sem conseguir preencher os espaços para evitar novos lances de perigo. Com isso, Tony bateu de fora e viu Darley precisar se esticar todo para nova defesa em dois tempos enquanto Popp recebeu cruzamento de Betinho, limpou o cenário e bateu colocado, carimbando a trave esquerda.  

E MAIS:
MUDANÇA DE CENÁRIO

A volta para o tempo complementar apresentou um jogo totalmente diferente do que foi o amplo domínio do Alvinegro catarinense. Isso porque, também sendo ágil na sua movimentação, o antes pouco efetivo Botafogo-SP passou a ser perigoso e, depois de Henan levar muito perigo em cabeçada onde o goleiro Denis não saiu do lugar, aos 15 minutos um cruzamento dividido pelo atacante do Bota sobrou para Rafael Costa que fuzilou a meta adversária para fazer 1 a 1.

PARELHO

O time anfitrião não esmoreceu mediante a igualdade, mas passou a encontrar muito mais dificuldades em conseguir não só furar a naquele momento arrumada marcação do time de Ribeirão Preto, mas de conter o ímpeto da equipe que passou a usar os contra-ataques como melhor forma de incomodar.

Nessa batida, Rafael Costa teve chance de fazer o segundo além de Marlon Freitas em chute de média distância, ambas as oportunidades contando com excelentes intervenções feitas por Denis.

SOLUÇÃO PELO ALTO

Sem conseguir infiltrações na base da bola no chão como na etapa inicial, foi na jogada aérea que o Figueira voltou a liderar o marcador com o zagueiro Ruan Renato aparecendo bem em cobrança de escanteio. Na batida vinda do lado esquerdo feita por Tony, o camisa 3 testou no canto e, mesmo sem a bola ir muito forte, foi suficiente para balançar as redes de Darley.

Facebook Lance Twitter Lance