Decisivo, VAR anula 47 gols no Brasileirão: ‘Queremos trazer justiça’
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Decisivo, VAR anula 47 gols no Brasileirão: ‘Queremos trazer justiça’

VAR
VAR tem sido decisivo no Brasileirão e ganha análise positiva da CBF: 'Grande evolução' | Lucas Figueiredo / CBF
Rafael Arantes e Carlos Bandeira de Mello - 25/10/2019 - 20:40
Rio de Janeiro
A reta final de Campeonato Brasileiro tem se resumido ao Flamengo na liderança isolada, a briga apertada na luta contra o rebaixamento e o VAR sempre em destaque! Na segunda temporada em atividade no futebol nacional, o árbitro de vídeo segue dividindo opiniões pelo país. Se por um lado a CBF vem garantindo um saldo bastante positivo para a tecnologia, os torcedores seguem reclamando assiduamente das interferências nos jogos de suas equipes. Disso tudo, uma coisa é certa: raras são as partidas que não são paralisadas para a já tradicional conferência à beira do campo.

Pênaltis marcados, expulsões confirmadas e, principalmente, gols anulados! O árbitro de vídeo já foi acionado mais de 600 vezes nas 270 partidas realizadas até agora nesta edição do Campeonato Brasileiro. Das ações mais marcantes, a anulação de gols é a que chama mais atenção. Nas 27 rodadas já concluídas, 47 gols foram anulados. A equipe recordista é o Internacional, com 8 lances cancelados graças à conferência do VAR, seguida por Ceará, com 6, e Vasco, Palmeiras e Fluminense, as três com 4 gols cada.

Chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba conversou com o LANCE! e reforçou a análise positiva com o rendimento do árbitro de vídeo no Brasileirão. Segundo ele, a média de erros de arbitragem na competição teve redução impressionante em comparação com as últimas temporadas e o objetivo principal da entidade é uma evolução ainda maior da tecnologia para os próximos anos.



- O VAR é certamente uma grande evolução para o nosso futebol. Queremos trazer a justiça pro futebol brasileiro. Quando pensamos que teríamos um campeonato sem nenhum gol impedido, sem gol de mão?! É um grande avanço para a arbitragem e para o esporte em geral. Temos um dado já concreto que ao término do primeiro turno tivemos uma redução de 90% dos erros capitais no Brasileirão, comparando com a última temporada - disse Gaciba.

Internacional
Inter é o time com maior número de gols anulados pelo VAR até a 27ª rodada. Dos oito vetados, três foram de Gabriel Parede | Divulgação
Entre as curiosidades proporcionadas pelo árbitro de vídeo, algumas foram motivo de sérias reclamações por parte dos clubes e até torcedores. Na 6ª rodada, o duelo entre Bahia e Fluminense contou com uma ação totalmente inusitada. O lance que definiu o jogo nasceu de muita polêmica e teve a ajuda do VAR. O pênalti a favor dos donos da casa foi marcado pelo árbitro de vídeo. Gilberto bateu, Agenor defendeu e o VAR mandou voltar porque o goleiro do Flu se adiantou. Ele ainda acabou expulso por receber o segundo amarelo na jogada. Na nova chance, Gilberto ampliou o placar. Vitória da equipe baiana por 3 a 2 no confronto que teve Igor Junio Benevenuto como árbitro principal.

E se até agora oito rodadas não tiveram nenhum gol foi anulado pelo VAR, na 22ª foi vez de recorde em São Januário. No duelo entre Vasco e Corinthians, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro contou com a ajuda do árbitro de vídeo para anular três gols na Colina: um dos donos da casa e dois da equipe visitante que, mesmo assim, venceu o jogo por 1 a 0.

ÁRBITROS DIVIDEM A LIDERANÇA DE ANULAÇÕES

Nos 47 gols já anulados com interferência do VAR, quatro árbitros roubaram a cena, sendo os responsáveis por 16 dos lances. esteve no comando do maior número de gols anulados no torneio.Rodrigo D'alonso Ferreira, Paulo Roberto Alves Junior, Rodolpho Toski Marques e Rodrigo Carvalhães de Miranda registraram mais de 1/3 dos gols anulados na competição.

Dos gols anulados pelo quarteto, a maior vítima foi o Ceará. A equipe nordestina teve quatro lances cancelados pelos árbitros, sendo dois por Paulo Roberto Alves Junior e os outros dois por Rodrigo Carvalhães de Miranda, estes na vitória por 4 a 1 sobre a Chapecoense, pela 14ª rodada do Campeonato.

Rodrigo D'Alonso
Rodrigo D'Alonso é um dos árbitros que anulou maior número de gols no Brasileirão graças ao auxílio do VAR | Divulgação / Palmeiras
ACRÉSCIMOS TÊM MÉDIA DE CINCO MINUTOS

Se os tradicionais três minutos sempre foram o padrão dos acréscimos nos jogos do Campeonato Brasileiro, a história é outra. Com a grande presença do VAR nas partidas da Série A, passou a ser comum que o tempo extra ultrapassasse a média de cinco minutos. Recentemente, Palmeiras e Chapecoense protagonizaram o recorde de tempo complementar no Brasileirão. O árbitro Vinicius Gomes do Amaral assinalou nove minutos de acréscimo no segundo tempo da partida e viu Felipe Melo marcar o gol da vitória do Verdão aos 54 do segundo tempo. Reclamação, discussão e muita polêmica no Allianz Parque. Para a CBF, a nova média passa a se tornar padrão em razão das paralisações do árbitro de vídeo.

- Muita gente não sabe, mas uma informação interessante é que ao término de cada um dos períodos do jogo, o árbitro de vídeo informa para o de campo o tempo que foi gasto com o VAR. Assim, o árbitro principal consegue saber exatamente o que foi gasto lá para poder fazer uma análise geral na hora de definir os acréscimos. No início, muita gente questionava o fato de pouco tempo de acréscimo para tantas paralisações, mas agora já estamos com um padrão melhor. E já se aceita com mais naturalidade tempos complementares maiores. É necessário - analisou Gaciba.

Outra média bastante questionada é a do tempo de conferência do árbitro de vídeo. Na 16ª rodada, o árbitro Anderson Daronco precisou de quatro minutos para decidir expulsar o atacante Raniel, do São Paulo, na partida contra o Vasco. No lance, o jogador do Tricolor acertou o vascaíno Richard na cabeça. Inicialmente, apenas a falta foi marcada, mas após solicitação do árbitro de vídeo, Daronco optou pela expulsão. Quatro minutos de paralisação, substituição, cartões e apenas cinco minutos de acréscimos no fim da primeira etapa.

Acréscimos
Dois... três? Com grande atuação do VAR, média de acréscimos no Brasileirão subiu para cinco minutos | Divulgação / Palmeiras
VAR ANULA, MAS TAMBÉM VALIDA

E se a grande quantidade de gols anulados chama a atenção no Brasileirão, O VAR também deixa sua marca na hora de confirmar a validação da bola na rede. Na 18ª rodada, o Palmeiras foi prova concreta do fato. Na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, o Verdão até contou com a interferência do árbitro de vídeo na anulação do gol de Luiz Adriano, mas também viu a tecnologia garantir a validade de seus dois gols no Serra Dourada, marcados por Willian e Gustavo Scarpa.

- É impressionante como o árbitro de vídeo tem um papel fundamental. Não são somente os gols anulados, mas os validados, as expulsões, os pênaltis marcados. Acredito que, aos poucos, as pessoas vão enxergando ainda mais como o VAR é uma vitória para o nosso futebol - comentou o chefe de arbitragem.

E quando o assunto é a confirmação, o VAR tem sido fundamental nos casos de pênaltis. Até a 27ª rodada, 88 penalidades foram assinaladas no Brasileirão. Entre elas, 41 só foram validadas após o chamado e a conferência do árbitro de campo à beira de campo.

VAR
CBF passou a liberar as imagens do árbitro de vídeo na 20ª rodada do Brasileiro. VAR já foi acionado mais de 600 vezes | Divulgação
CONFIRA ALGUNS NÚMEROS DO VAR ATÉ A 27ª RODADA DO BRASILEIRÃO:

Total de gols anulados pelo VAR: até a 27ª rodada: 47 gols
Times com menor número de gols anulados pelo VAR: Bahia e CSA (0 gols)
Time com maior número de gols anulados pelo VAR: Internacional (8 gols)
Rodada com maior número de gols anulados pelo VAR: 22ª (6 gols)
Rodadas com menor número de gols anulados pelo VAR: 8ª, 9ª, 13ª, 15ª, 19ª, 21ª, 23ª e 27ª (0 gols)
Jogador com maior número de gols anulados: Guilherme Parede (5 no total / 3 pelo VAR)
Árbitros que anularam maior número de gols com auxílio do VAR:  Rodrigo D'alonso Ferreira, Paulo Roberto Alves Junior, Rodolpho Toski Marques e Rodrigo Carvalhães de Miranda  (4 gols cada)

OS GOLS ANULADOS ATÉ A 27ª RODADA E OS ÁRBITROS DO JOGO:
1ª rodada:
1 gol do Avaí - Rodolpho Toski Marques
1 gol do Grêmio - Bruno Arleu de Araújo
1 gol do Palmeiras - Bráulio da Silva Machado
1 gol do Fluminense - Dewson Freitas
2ª Rodada
1 Gol do Flamengo - Flavio Rodrigues de Souza
1 Gol do Ceará - Wagner Reway
3ª Rodada
1 gol do Ceará - Paulo Roberto Alves Júnior
1 gol do Atlético-MG - Paulo Roberto Alves Júnior
4ª Rodada
1 Gol do Fluminense - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
1 Gol do Goiás - Caio Max Augusto Vieira
1 Gol do Vasco - Paulo Roberto Alves Junior
5ª Rodada
1 gol do Internacional - Rodrigo Carvalhaes de Miranda
6ª Rodada
1 Gol do Internacional - Rodolpho Toski Marques
7ª Rodada
1 gol da Chapecoense - Rodolpho Toski Marques
1 gol do Goiás -  Rodrigo Carvalhaes de Miranda
8ª Rodada 
​Nenhum gol anulado pelo VAR
9ª Rodada
​Nenhum gol anulado pelo VAR
10ª Rodada
1 Gol do Vasco - Rodolpho Toski Marques
1 Gol do Internacional - Braulio da Silva Machado
1 Gol do Ceará - Douglas Marques das Flores
11ª Rodada
1 gol da Chapecoense - Sávio Pereira Sampaio
12ª Rodada
1 Gol do Internacional - Marcelo de Lima Henrique
1 Gol da Chapecoense - Dewson Fernando Freitas da Silva
13ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR
14ª Rodada
2 Gols do Ceará - Rodrigo Carvalhães de Miranda
1 Gol do Botafogo - Douglas Marques das Flores
15ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR
16ª Rodada
1 Gol do Santos - Rodrigo D'alonso Ferreira
17ª Rodada
1 gol do Botafogo - Dewson Fernando Freitas da Silva
2 gols do Palmeiras - Rafael Traci
18ª Rodada
1 Gol do Ceará - Paulo Roberto Alves Junior
1 Gol do Fortaleza - Wilton Pereira Sampaio
1 Gol do Fluminense - Wilton Pereira Sampaio
1 Gol do Palmeiras - Wagner Reway
19ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR
20ª Rodada
2 Gols do Internacional - Diego Pombo Lopez
1 Gol do Vasco - Anderson Daronco
21ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR
22ª Rodada
1 Gol do São Paulo - Rafael Traci
1 Gol do Vasco - Ricardo Marques Ribeiro
2 gols do Corinthians - Ricardo Marques Ribeiro
1 Gol do Internacional - Braulio da Silva Machado
1 Gol do Cruzeiro - Gilberto Rodrigues Castro Junior
23ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR
24ª Rodada
1 Gol do Goiás - Rodrigo D'alonso Ferreira
1 Gol do Cruzeiro - Jean Pierre Gonçalves Lima
25ª Rodada
1 gol do Santos - Bruno Arleu de Araújo
1 gol do Internacional - Bruno Arleu de Araújo
26ª Rodada
1 Gol do Fluminense - Rodrigo D'alonso Ferreira
1 Gol do Athletico-PR - Rodrigo D'alonso Ferreira
27ª Rodada
Nenhum gol anulado pelo VAR

OS ÁRBITROS QUE MAIS ANULARAM
Rodrigo D'alonso Ferreira - 4 gols
Paulo Roberto Alves Junior - 4 gols
Rodolpho Toski Marques - 4 gols
Rodrigo Carvalhães de Miranda - 4 gols
Ricardo Marques Ribeiro - 3 gols
Bruno Arleu de Araújo - 3 gols
Dewson Fernando Freitas da Silva - 3 gols
Rafael Traci - 3 gols
Braulio da Silva Machado - 3 gols
Diego Pombo Lopez - 2 gols
Wagner Reway - 2 gols
Wilton Pereira Sampaio - 2 gols
Douglas Marques das Flores - 2 gols
Jean Pierre Gonçalves Lima - 1 gol
Gilberto Rodrigues Castro Junior - 1 gol
Anderson Daronco 1 - gol
Marcelo de Lima Henrique - 1 gol
Caio Max Augusto Vieira - 1 gol
Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza - 1 gol
Flavio Rodrigues de Souza - 1 gol
Sávio Pereira Sampaio - 1 gol

OS GOLS ANULADOS DE CADA TIME
Inter - 8 gols
Ceará - 6 gols
Vasco - 4 gols
Palmeiras - 4 gols
Fluminense - 4 gols
Chapecoense - 3 gols
Goiás - 3 gols
Cruzeiro - 2 gols
Corinthians - 2 gols
Botafogo - 2 gols
Santos - 2 gols
Flamengo - 1 gol
São Paulo - 1 gol
Fortaleza - 1 gol
Athletico-PR - 1 gol
Grêmio - 1 gol
Avaí - 1 gol
Atlético-MG - 1 gol
Bahia - 0 gols
CSA - o gols

CURIOSIDADES
1ª Rodada - Fluminense 0 x 1 Goiás - Além de anular o gol do Fluminense, anulou e confirmou pênalti no mesmo jogo
3ª Rodada - O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior anulou dois gols no jogo, um para o Atlético-MG e outro para o Ceará
6ª Rodada - Bahia 3 x 2 Fluminense - VAR marcou pênalti, mandou cobrança voltar após defesa de Agenor e Bahia converteu gol - árbitro Igor Junio Benevenuto
17ª Rodada - Dois gols anulados do Palmeiras
18ª Rodada - Goiás 1 x 2 Palmeiras - 2 gols validados e 1 anulado para o Verdão - árbitro Wagner Reway
20ª Rodada - Corinthians 2 x 1 Bahia - 3 pênaltis analisados pelo VAR - 2 confirmados - árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva
22ª Rodada - Vasco 0 x 1 Corinthians - 3 gols anulados no mesmo jogo - árbitro Ricardo Marques Ribeiro
25ª Rodada - Três gols foram anulados entre Santos x Inter - dois pelo VAR e um pelo bandeirinha
Rodadas sem anulações do VAR: 8ª, 9ª, 13ª, 15ª, 19ª, 21ª, 23ª e 27ª

Artilheiro do VAR
Guilherme Parede (Internacional) - 5 gols anulados (3 pelo VAR)
- Santos 0 x 0 Internacional
- Internacional 1 x 0 Ceará
- Internacional 0 x 0 Santos

Facebook Lance Twitter Lance