Tá no sangue! Pedro segue os passos do irmão Luís Henrique no Botafogo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Tá no sangue! Pedro segue os passos do irmão Luís Henrique no Botafogo

Pedro e Luís Henrique - Botafogo
Pedro e Luís Henrique treinam durante a quarentena (Foto: Arquivo Pessoal)
Sergio Santana - 19/05/2020 - 06:30
Rio de Janeiro (RJ)
O futebol corre nas veias de uma família de jogadores no elenco do Botafogo. Se Luís Henrique brilha no time profissional e frequentemente é especulado em equipes da Europa, seu "trono" pode ser defendido pelo irmão, Pedro, atualmente na equipe sub-17 do clube de General Severiano, em caso de uma possível saída.

A trajetória dos dois é praticamente idêntica. Assim como Luís Henrique, Pedro começou a carreira no Três Passos Atlético Clube, do Rio Grande do Sul, clube que possui parceria com o Botafogo. O meia, que atua mais avançado, atrás do atacante, está nas categorias de base do Alvinegro desde o ano passado, e se diz orgulhoso do irmão mais velho.

- É muito gratificante vê-lo conquistando tudo que sempre sonhou e conseguir acompanhar sua trajetória de perto. No mesmo time, então, é melhor ainda. Certamente é uma inspiração, uma motivação a mais. O Luís é a minha principal inspiração. Ele sempre me ajuda muito e faz com que eu acredite que é possível concretizar os meus sonhos - afirmou, com exclusividade ao LANCE!.



Pedro e Luís Henrique - Botafogo
Luís Henrique, Ronaldo (pai) e Pedro (Foto: Arquivo Pessoal)
A diferença de idade só permitiu que os dois só jogassem juntos na escolinha de futebol do pai, Ronaldo Tomaz, antes de qualquer envolvimento com o TAC ou o Botafogo, há alguns anos. Pedro, contudo, garante que sempre deu passes açucarados para o irmão mais velho.

- Passamos alguns meses juntos no TAC. Quando éramos pequenos sim (jogamos juntos), na escolinha do meu pai, Era livro na mão e bola no pé, aqui em Solânea (cidade natal dos dois). A sensação era muito boa e eu sempre deixava ele na cara do gol (risos) - contou.

E MAIS:
Pedro e Luís, inclusive, passam a quarentena juntos. Os dois estão em Solânea, na Paraíba, onde nasceram, e vem treinando em um campo de futebol dentro da própria residência, respeitando as normas de segurança. 

- Apesar de ficarmos ansiosos pela volta, nos mantemos tranquilos. Seguimos fazendo nossos treinos, jogamos futevôlei e aproveitamos bastante a família -declarou.

No ano passado, Pedro, que chegou ao Botafogo já no segundo semestre da temporada, fez dez jogos pelo time sub-15 do Alvinegro, contribuindo com dois gols e oito assistências no período. Em 2020, com 16 anos, tinha subido para o time sub-17 antes da paralisação das competições.

Pedro tem 1,75m e joga como meia avançado - diferente do irmão, que é ponta. Em contato com a reportagem, o atleta afirmou que suas principais características em campo são a visão de jogo, passe e finalização de meia distância.

Pedro e Luís Henrique - Botafogo
Pedro em ação pelo Botafogo (Foto: Arquivo Pessoal)
BATE-BOLA COM PEDRO:

Qual a sua principal inspiração no futebol?
Lionel Messi.


Como é ver o Botafogo ter o Keisuke Honda no elenco?
É uma inspiração para mim ter um jogador renomado como o Honda no clube, especialmente por ser da minha posição. Talvez ainda consiga jogar ao seu lado, seria um prazer.

Ver que cada vez mais jogadores da base do clube têm chance no time profissional te dá ambição?
Claro, fico ainda mais motivado pois sei que minha hora pode chegar a qualquer momento. Quando isso acontecer, estarei pronto.


Facebook Lance Twitter Lance