Mais finalizações e bola na rede: Botafogo passa por evolução ofensiva
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mais finalizações e bola na rede: Botafogo passa por evolução ofensiva

Avaí x Botafogo
Diante do Avaí, o Botafogo criou bastante e balançou a rede duas vezes (Foto: Fotos: Pedro Martins / Azeite Royal)
Sergio Santana - 10/08/2019 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
O ataque foi o primeiro "calcanhar de Aquiles" de Eduardo Barroca. Na chegada do treinador ao Botafogo, ele reiterou o compromisso de conquistar resultados a curto prazo, com o intuito de ganhar tranquilidade na parte inicial do trabalho. O Alvinegro cumpriu este objetivo, mas ficou marcado pela pouca eficiência ofensiva.

De lá para cá, o Glorioso de Barroca consolidou o estilo de jogo de ter a posse da bola com o intuito de controlar a adversário. O treinador, que preza pelo alto rendimento, enxerga este estilo de jogo como um dos caminhos mais fáceis para conquistar uma vitória. Com a forte defesa e o meio-campo focado na manutenção da posse, o ataque continuou sendo um problema.



E MAIS:
Barroca, desde o retorno da copa América, mostrou incomodo com o baixo rendimento da parte ofensiva. Por isto vem trabalhando na evolução do ataque. O Botafogo, atualmente, carrega o marco de ser o quatro pior ataque do Campeonato Brasileiro, com 12 gols.

Na competição, a média de finalizações por jogo do Botafogo é de nove. Nas últimas quatro partidas, contando Campeonato Brasileiro e Copa Sul-americana, o Botafogo finalizou 55 vezes, o que dá uma média de 13,7 chutes por duelo.

- É o que eu tenho trabalhado mais nos últimos tempos (evolução do ataque). Todas as formas que a gente tem para fazer um gol. Contra o Atlético-MG, no primeiro tempo, nós finalizamos bastante de fora da área, contra o Avaí... a gente tem evoluído. Estou bastante satisfeito. Antes da Copa América era um ponto que a gente precisava melhorar e eu estou feliz neste sentido. Mesmo que a gente ainda não faça muitos gols, a tendência é que a gente colha bons frutos, nos próximos jogos, pela dedicação e por aquilo que temos treinado - analisou Eduardo Barroca, em entrevista coletiva.

Não à toa, o Botafogo teve um avanço no número de gols marcados. Nas últimas duas partidas do Campeonato Brasileiro, contra Flamengo e Avaí, o Alvinegro fez quatro gols. Ou seja, um terço de todos os tentos do Glorioso foram feitos em duas partidas.

Os números provam que a preocupação de Eduardo Barroca vem dando novos rumos ao ataque. Durante a semana, a finalização foi um item recorrente em todas as sessões de treinamento da equipe. O Alvinegro enfrenta o Athletico Paranaense no próximo domingo, às 16h, no Nilton Santos, e, se vencer, pode se aproximar do G4.

Facebook Lance Twitter Lance