Caio Alexandre elogia chegada de Autuori: 'Carreira muito vitoriosa'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Caio Alexandre elogia chegada de Autuori: 'Carreira muito vitoriosa'

Caio Alexandre - Botafogo
(Foto: Vítor Silva/Botafogo)
LANCE! - 12/02/2020 - 18:21
Rio de Janeiro (RJ)
Caio Alexandre sequer sonhava em nascer em 1995, ano em que o Botafogo foi campeão brasileiro. Com 20 anos - o meio-campista nasceu em 1999 -, o atleta vai trabalhar com Paulo Autuori, de 63, treinador naquela conquista. Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, o jogador elogiou a chegada do novo comandante.

- Sei que ele foi campeão brasileiro aqui em 1995 e vem pra somar muito. Cada treinador tem sua característica e busca seu estilo de jogo. Nunca trabalhei com o Autuori e espero poder crescer bastante com ele. O professor tem uma carreira muito vitoriosa, é experiente e tem história em outros clubes. Acho que ele tem muito a passar pra gente e temos muito a aprender com ele - afirmou.

A diferença de idade é vista com bons olhos por Caio Alexandre, que destacou a experiência de Paulo Autuori. O treinador retorna ao Botafogo para a quarta passagem pelo clube de General Severiano, substituindo Alberto Valentim.



- Sempre muito importante você ter um treinador com uma carreira extensa e que conhece quase tudo de futebol. Ainda mais para o nosso grupo, que é extremamente jovem. A experiência dele vai ser primordial - completou.

E MAIS:
Caio fez a primeira partida como titular da equipe profissional do Botafogo nesta temporada, contra o Volta Redonda, na primeira rodada do Campeonato Carioca, ainda com a equipe reserva. Diante do Fluminense, no último domingo, o meio-campista iniciou uma partida com o time principal pela primeira vez desde que subiu das categorias de base, no ano passado.

- Jogar pelo Botafogo é sempre uma sensação maravilhosa. Pude aproveitar em Volta Redonda e contra o Fluminense também, apesar do resultado. Jogar no Maracanã foi um prazer, mas o resultado não foi o que a gente queria. Sempre ruim perder, ainda mais um clássico da forma que foi. Infelizmente teve a saída do Alberto (Valentim), que foi um grande treinador, desejo sucesso. Agora, é começar um novo desafio com o professor Autuori - analisou.

Apesar do tempo sem jogos por conta da eliminação no primeiro turno no Carioca, Caio Alexandre enxerga que esse tempo pode ser primordial para a equipe ficar mais conectada.

- Claro que a gente queria estar na semifinal e final da Taça Guanabara, disputando coisas grandes, mas como não aconteceu a gente vai buscar entrosar com o grupo. Temos outros jogos importantes, como a segunda fase da Copa do Brasil e a Taça Rio - reconheceu.


Facebook Lance Twitter Lance