Rodrigo Santana arma boa estratégia de jogo diante do Palmeiras e elogia doação dos jogadores em campo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Rodrigo Santana arma boa estratégia de jogo diante do Palmeiras e elogia doação dos jogadores em campo

Palmeiras x Atlético-MG
Santana confessou que foi para o duelo com o Palmeiras pensando em segurar o alviverde, meta conseguida em ba parte do jogo-(Bruno Cantini / Atlético)
Valinor Conteúdo - 06/10/2019 - 19:02
Belo Horizonte
A pressão que o técnico do Atlético-MG, Rodrigo Santana, vem sofrendo pelos maus resultados do Galo na temporada, parece que fez o treinador buscar alternativas para armar a equipe. Santana deu indícios do que faria neste domingo, 6, contra o Palmeiras, na última sexta-feira, quando treino a equipe com três zagueiros, sacou Patric e Cazares da equipe.

E, a mostra do trabalho feito na Cidade do Galo pôde ser vista no duelo diante do Verdão. Léo Silva, Iago Maidana e Igor Rabello formaram a linha de defesa, com Fábio Santos, fechando o lado esquerdo e Guga, de volta ao time, mais solto para ser um ala com liberdade para subir ao ataque.

Outra mudança positiva feita pelo técnico do Galo foi Nathan como volante, ao lado de Elias, o que deu qualidade na saída de bola, sem perder a força na marcação. Nathan foi o autor do gol alvinegro em boa jogada no meio de campo, arrancando até o arremate para o gol que abriu o placar no Allianz Parque.



O treinador comentou sobre a postura do time o esquema montado para encarar o Palmeiras em São Paulo.


E MAIS:
-A gente veio aqui para segurar o Palmeiras. Nossa proposta era defender e sair no contra-ataque. No primeiro tempo, tivemos as melhores chances, parece que teve uma penalidade, mas o VAR não foi consultado. A sensação é de que poderia ter saído com a vitória. Foi um ponto válido. Foi até surpreendente(ter três zagueiros), porque tive só dois dias para treinar, muito pouco. Eles responderam muito bem. Não é fácil vir aqui e defender 90 minutos. A gente saía em contra golpes, mas é difícil segurar o Palmeiras aqui dentro- disse.

Rodrigo Santana elogiou a forma que o time jogou e a força de vontade e doação dos jogadores em partida tão complicada diante do vice-líder do Brasileiro.

-As opções vêm diminuindo(de mudar o time), a gente vem procurando montar um sistema conforme as peças que tenho. Esse foi o melhor sistema que achei, com uma linha de cinco e uma de quatro. Os jogadores se doaram muito. A postura da equipe não só me anima, mas também os atletas. Enfrentar esses ataques fortes, que infiltram muito, com jogadores decisivos, é muito difícil. Se não fizer dobra, cobertura, é difícil parar. Mas isso nos dá confiança para o próximo jogo. Cada jogo é uma história. Vamos trabalhar para ser mais eficiente- completou.

O novo desafio do Galo contra um poderoso ataque será na quinta-feira, 10 de outubro, contra o Flamengo, melhor time do campeonato, no Maracanã.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance