Rafael é apresentado no Galo e explica saída da Raposa e fotos apagadas com a camisa do Cruzeiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Rafael é apresentado no Galo e explica saída da Raposa e fotos apagadas com a camisa do Cruzeiro

Rafael deu explicações sobre a saída do Cruzeiro e a removação das fotos com  camisa do clube celeste
Rafael deu explicações sobre a saída do Cruzeiro e a removação das fotos com camisa do clube celeste-(Bruno Cantini/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 04/03/2020 - 17:43
Belo Horizonte
O goleiro Rafael, ex-Cruzeiro, de 30 anos, foi apresentado pelo Atlético-MG nesta quarta-feira, 4 de março, na Cidade do Galo. A curiosidade sobre a chegada do arqueiro foi grande, pois fez algo que para qualquer profissão seria normal, a troca de empresa, se torna um fator maior por Rafael ter saído da Raposa e acertado contrato com o Galo, que terá duração de três anos.

Rafael deixou o Cruzeiro após 17 anos, desde as categorias de base até o profissional e rescindiu com o time azul após cobrar na Justiça do Trabalho débitos salariais da Raposa. As duas partes entraram em um acordo e o jogador deixou o clube de forma amigável, ficando livre para fechar o Atlético.

O goleiro explicou o motivo de ter aceitado o convite do Galo mesmo com tanta identificação com o rival.

- Quando eu saí do Cruzeiro, conversei com meu empresário, ele trouxe alguns projetos, entre eles o do Atlético. É um projeto grandioso, audacioso, que busca um crescimento muito grande. A gente pode conquistar muitos títulos, ter uma projeção muito boa. Falo isso por todos os jogadores que aqui estão. Fiquei muito contente com o Atlético contar com meu serviço, ter interesse no meu trabalho. Foi um casamento muito bacana e tranquilo. Fiquei muito feliz pela oportunidade. Queria agradecer ao presidente Sette Câmara por me dar essa oportunidade de fazer parte deste projeto e de poder estar inserido aqui e fazer meu melhor pelo clube-disse Rafael, que elogiou o empenho do presidente Sérgio Sette Câmara em reforçar o time.

-O presidente quer fazer ainda mais o Galo ser grande. Todo projeto já vem se demonstrando. Sou a oitava contratação para o ano. Só profissionais de excelência. O centro de treinamentos é maravilhoso. Quando falo projeto, é a ambição, os caminhos, tudo que o presidente quer pro Atlético. Eu gostei muito e acho que o Atlético tem tudo pra crescer muito e conquistar muita coisa - disse;

Rafael citou craques do passado que jogaram nos dois lados, para exemplificar que a troca de lado não é algo raro e incomum.

- Queria agradecer à massa atleticana pelo carinho, pelas mensagens de apoio. Isso é muito importante pra mim, que estou chegando. Além disso, ser recebido com esse carinho te faz ainda mais querer se dedicar. Cheguei com uma expectativa, uma ansiedade e uma vontade muito grande de trabalhar, de conhecer todos. Sempre tive uma linha de muito respeito com todas as pessoas, todos os clubes. Minha vida sempre foi baseada nisso. Por isso talvez esse carinho tão grande. Fico muito feliz. Tenho muitos exemplos bons, igual o do Leonardo Silva, que chegou no clube, fez gols importantes, gol em final de Libertadores. É um cara referência, que trabalha no clube há tanto tempo. Dá pra citar também Procópio, Nelinho- contou.

Titularidade e fotos apagadas

A questão que mais gera curiosidade no torcedor é se Rafael será o novo do da camisa 1 atleticana, ou se irá ter uma disputa intensa com Michael e Victor. No Cruzeiro, Rafael jogou 112 vezes no profissional, mas sempre tinha Fabio como grande empecilho para ser o titular da Raposa.

- Já sabia que essa pergunta viria. Vim pra cá não pra ser o titular ou o reserva. Vim pelo projeto. Vou me dedicar pra fazer meu melhor. E pra jogar, é claro. Como o Victor vai fazer, como o Matheus (Mendes) vai fazer, como o Michael vai fazer. Vim pra fazer parte da família Atlético, pra fazer parte do grupo de goleiros. Sei que tem grandes goleiros. O Chiquinho é um grande treinador de goleiros, tem grandes profissionais. Vamos fazer nosso melhor para que o Atlético saia vencedor, para que o Atlético cresça. Ter essa competitividade, de grandes goleiros, faz todos nós crescermos. Só faz bem pro Atlético. Estamos aqui pra fazer nosso melhor. Estou muito feliz e muito grato de poder fazer parte desse elenco tão qualificado-disse.



E MAIS:
Outra explicação dada pelo goleiro foi sobre as fotos apagadas de suas redes sociais com a camisa celeste.

- A minha história nunca vai se apagar. Hoje, começo uma história nova. Começo uma história que vou construir e, daqui a 10, 20 anos, vou ter construída. Hoje em dia as redes sociais vieram pra ajudar, pra acelerar as informações, mas ela também vem com duras críticas. Preferi apagar as fotos. Não para apagar minha história, porque história todos nós temos, e isso jamais se apaga, mas para demonstrar que hoje estou começando uma nova história, um novo vínculo, e estou muito focado e quero muito fazer meu melhor pra construir uma história linda e postar muitas coisas bonitas pra agradar o torcedor atleticano.

Trabalhar com Jorge Sampaoli
O novo reforço do Galo, também comentou sobre a expectativa de trabalhar com o argentino Jorge Sampaoli, que foi contratado no último domingo. O novo comandante gosta de goleiros que saibam jogar com os pés. E, Rafael também falou sobre.

- O Sampaoli dispensa comentários. É um grande treinador a nível mundial. Todos temos consciência disso. Ano passado, fez um grande trabalho no Santos. É referência em estilo de jogo, em tudo que ele monta na sua equipe. Tive o prazer de ser dirigido pelo Rogério Ceni no Cruzeiro, que, nas suas conversas com a gente, disse que gosta muito do trabalho do Sampaoli. Que, na época que ele estava fazendo estágio, fez um estágio no Sevilla com ele, que aprendeu muitas coisas. Deu pra ver um pouco da característica do trabalho. Tenho certeza que ele vai chegar, se ambientar logo com o elenco-disse, para em seguida explicar sobre a exigência de jogar com os pés de Sampaoli.

- O futebol está em constante mudança. Hoje em dia, a exigência do goleiro que joga com os pés é muito grande. É a importância do 11º jogador, não só pra defender, mas também pra iniciar a construção das jogadas. Todos os goleiros estão passando por essa adaptação, aprendendo, transformando. A cada dia a gente aprende coisas novas no futebol. Gosto muito de jogar com os pés, acho que é muito importante, e a chegada do Sampaoli vai agregar ainda mais no crescimento e evolução de todos os nossos goleiros. Não só na evolução com os pés, mas de posicionamento, da forma que ele vai querer que a gente execute isso em campo. Tenho certeza que o Victor, o Michael e o Matheus Mendes também estão ansiosos e preparados para essa missão-concluiu.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance