Galo está a um passo de obter todas as licenças para obras do seu estádio
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Galo está a um passo de obter todas as licenças para obras do seu estádio

Arena MRV
Após um ano de atraso, o estádio atleticano parece ganhar prazo final para começar as obras-(Foto: Divulgação MRV/Atlético-MG)
Valinor Conteúdo - 28/08/2019 - 18:25
Belo Horizonte
O Atlético-MG conseguiu um importante passo para finalmente iniciar as obras do seu estádio, a Arena MRV. O clube alvinegro cumpriu mais uma etapa do licenciamento ambiental para a liberação das obras da sua arena, que estão paradas há mais de um ano, esperando que a documentação autorizando o empreendimento seja liberada.

Após uma audiência pública na manhã desta quarta-feira, 28, houve avanço no processo administrativo de compensação ambiental estádio, que foi aprovado por unanimidade na Câmara de Proteção à Biodiversidade e de Áreas Protegidas (CPB) e no Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam).
A reunião foi realizada na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Semad.

Esse foi o penúltimo passo para que a Arena MRV obtenha o Documento Autorizativo de Intervenção Ambiental (Daia), no Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Na próxima quarta-feira (4/9), a Unidade Regional Colegiada, do Copam, avaliará as intervenções em Áreas de Preservação Permanente (APP's), na última etapa para a obtenção do Daia, que é uma das condicionantes para a obtenção da Licença de Instalação (LI).


E MAIS:
A proposta de compensação ambiental consiste na regularização fundiária em área de conservação correspondente a mais que o dobro da vegetação nativa (Mata Atlântica) a ser suprimida.



O terreno definido para essa contrapartida fica no Parque Nacional da Serra da Gandarela, no município de Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A área será destinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia de regime especial, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, e que integra o Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama).


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance