Atlético-MG consegue licença e obras do estádio estão perto de início
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Atlético-MG consegue licença e obras do estádio estão perto de início

Arena MRV
O início das obras do estádio atleticano está com sete meses de atrasdos  devido a falta de documentos que autorizem o empreendimento-Foto: Divulgação MRV/Atlético-MG
Valinor Conteúdo - 13/04/2019 - 09:05
Belo Horizonte
O Atlético-MG conseguiu uma importante vitória fora dos campos. O Galo obteve uma Licença Prévia, por unanimidade, do Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMAM), para que as obras do seu estádio, localizado bairro Califórnia, em BH, possam ser iniciadas.

A Licença Prévia obtida pelo clube alvinegro atesta a viabilidade ambiental do empreendimento quanto à sua concepção e localização, mas ainda o Atlético-MG vai demandar outros requisitos básicos e condicionantes para as próximas fases para a construção.

O documento que o Galo tem nas mãos, permite que o clube faça limpeza do terreno para a implantação do canteiro de obras,a além da instalação de tapumes demarcando a área da constrição. Porém, nenhum trabalho de intervenção no local poderá ser realizado até que uma licença de implantação da obra seja liberada, o que depende do depende do cumprimenro de outras exigências da prefeitura de Belo Horizonte.

O começo das obras estava previsto da Arena MRV estava marcado inicialmente, para agosto de 2018, mas o clube não conseguiu atender diversas exigências do poder público quanto a obtenção de licenças ambientais e ainda alterações no projeto da arena sobre a preservação dos recursos naturais que existem no terreno onde será erguido o estádio do Galo.




E MAIS:
O estádio alvinegro tinha prazo inicial de entrega para 2020, mas não sairá neste prazo. Orçado em R$ 410 milhões, a Arena MRV terá capacidade para 47 mil pessoas. O clube vendeu 50,1% do shopping Diamond Mall para a Multiplan para levantar o valor, e ainda tentará arrecadar mais R$ 100 milhões com cadeiras cativas e outros R$ 60 milhões com a cessão dos naming rights para a MRV Engenharia por 10 anos. A Racional Engenharia será responsável pela construção do empreendimento.

O nome oficial do estádio será Elias Kalil, que comandou o Galo nos anos 1980, pai do ex-presidente e atual prefeito de BH, Alexandre Kalil. Segundo o site da Arena MRV, o estádio tem projeção de receita mensal nos primeiros anos de R$ 4,2 milhões, enquanto as despesas mensais podem chegar a R$ 1,6 milhão, gerando um ganho de R$ 2,6 milhões/mês ou R$ 31,2 milhões/ano.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance