Rafael Moura diz que Luan merecia bater o pênalti para sair de má fase
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Rafael Moura diz que Luan merecia bater o pênalti para sair de má fase

Rafael Moura
Rafael Moura foi o artilheiro do América-MG no Brasileiro com sete gols- (Foto: Alessandra Torres/Eleven)
Valinor Conteúdo - 03/12/2018 - 21:00
Belo Horizonte
Personagem central do jogo entre América-MG e Fluminense, que culminou no rebaixamento do Coelho para a segunda divisão, o atacante Rafael Moura se manifestou sobre não ter cobrado o pênalti que o time mineiro teve aos 24 minutos do primeiro tempo, enquanto o placar ainda estava 0 a 0. Luan cobrou e perdeu a chance de colocar o América-MG na frente, o que poderia evitar a derrota para o Tricolor, por 1 a 0.

Rafael Moura disse em sua conta no Instagram que Luan merecia bater para tentar sair do mau momento que vivia no Coelho. A cobrança de Luan surpreendeu até mesmo o técnico Givanildo Oliveira, que estranhou a cessão da cobrança, pois “He Man” sempre foi o cobrador oficial da equipe.


- Eu realmente sou o batedor oficial, mas todo clube tem dois ou três batedores, e o Luan é um desses aqui no América. Na hora, num ato de humildade, ofereci a cobrança para o Luan, que se mostrou bastante confiante. Por tudo que fez ano passado, por ser uma pessoa do bem, importantíssimo pro grupo e muito cobrado pelo torcedor, imaginei merecer mais o “heroísmo”. Naquele momento, o mais importante não era "quem", mas, sim, o gol. Perder pênalti acontece, poderia ter sido eu o cara a errar a cobrança. O que gostaria de deixar claro é que não faltou vontade de nenhum dos jogadores e, justamente por isso, não adianta julgar ninguém, nem eu e muito menos o Luan, que tentou fazer o gol que poderia livrar o América do rebaixamento, disse Rafael Moura.



O pênalti que o Coelho teve no Maracanã foi di quarto que a equipe teve no Campeonato Brasileiro de 2018, com três conversões. Perdei apenas o do jogo contra o Flu. Rafael Moura marcou dois fols e Ruy anotou a outra penalidade.
Moura, em seguida tentou se justificar com o torcedor americano falando do desafio que foi jogar pelo clube nesta temporada.

- Este foi um ano de muita dificuldade, de muita entrega e de muito aprendizado. Aceitei o desafio, no início da temporada, ciente de tudo o que estava envolvido e no que dependesse de mim eu iria ajudar. O que fica hoje é um sentimento de decepção e de muita tristeza pelo grupo, pela torcida e pelo clube, que merece, sim, construir uma história na Série A, pois tem todas as condições para isso. Só posso agradecer o apoio do torcedor, que brigou junto, permaneceu ao nosso lado e acreditou até o final. O ano não terminou como gostaríamos, mas levarei pra sempre o carinho que recebi nesta temporada! Muito obrigado, completou.

Rafael Moura tem contrato com o América-MG até o fim de 2018 e ainda não sabe se vai renovar com o Coelho.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance