Lateral Eduardo, do América-MG, é diagnosticado com um tumor ósseo na perna esquerda

Lateral Eduardo, do América-MG, é diagnosticado com um tumor ósseo na perna esquerda

Eduardo postou nas redes sociais seu drama, mas sem perder a fé na luta contra o tumor
Eduardo postou nas redes sociais seu drama, mas sem perder a fé na luta contra o tumor-(Estevão Germano/América-MG)
Valinor Conteúdo - 23/09/2021 - 21:14
Belo Horizonte
O lateral direito Eduardo, do América-MG, terá uma batalha pela sua saúde nos próximos dias. Ele revelou, nesta quinta-feira,23 de setembro, um diagnóstico de tumor ósseo na perna esquerda. É a segunda vez que o jogador, de 34 anos, é acometido pela doença.

O jogador chegou ao alviverde em abril deste ano e os exames admissionais não revelaram nenhum problema, nem qualquer resíduo do antigo problema. Ele voltou a sentir dores na região no dia 19 de julho, contra o Sport, pela 12ª rodada do Brasileiro.


Em 2019, Eduardo atuava pela Chapecoense e teve o problema identificado pela primeira vez na tíbia. Era um tumor benigno. O lateral passou por um tratamento oncológico em São Paulo.O médico do Coelho, Cimar Eustáquio, detalhou a situação do atleta.


- Ele apresentou uma dor muito intensa no nível da tíbia esquerda, que me chamou a atenção. Então, conversei com ele e me colocou que tinha feito um tratamento na perna, de uma lesão benigna do osso, mas que estava sob controle. De imediato, nós solicitamos a tomografia, ressonância magnética e estudo radiológico, que confirmou uma lesão semelhante, muito sugestiva de uma fratura por estresse, mais antiga, ou uma fratura por algum outro motivo - disse o médico.


E MAIS:
Por conta do diagnóstico, o lateral foi afastado das atividades para avaliação dos médicos do clube com os profissionais que cuidaram do jogador pela primeira vez. Assim que se confirmou qual era a doença, o América procurou um outro profissional que pudesse confirmar se era o retorno do tumor ou uma nova lesão.



- Ele realizou a biópsia, cujo resultado veio agora, na semana passada, e nós entramos em contato novamente com o oncologista, que falou que realmente é uma recidiva do quadro do tumor benigno que ele tinha antigamente, e que eles iriam protocolar um tratamento, mas que precisavam de alguns exames e algumas condutas especiais da área-explicou Cimar Eustáquio.


O médico americano explicou que há um grupo de especialistas que ainda estuda o tratamento indicado e também estão determinando qual o estágio do caso e a conduta que será tomada.Cimar destacou que a questão não é ligada ao América, que tem médicos ortopedistas em seu plantel.

- A gente só queria ter certeza se era uma fratura por estresse ou se era uma fratura por causa do tumor. Por isso, o América deu todo o suporte, pediu todos os exames necessários e ficou na mão do especialista da área fazer a biópsia. De agora em diante, ele está sob os cuidados desses colegas que já o acompanham há algum tempo para observar qual o tratamento indicado e qual é a previsão dele, como que vai funcionar isso, que não é exatamente da nossa área de ortopedia - concluiu.

Em nota, o clube mineiro disse que tem dado todo o suporte e acompanha a situação física e psicológica do lateral direito.

Desabafo e luta

Eduardo desabafou nas redes sociais sobre o novo diagnóstico de tumor na perna. Ele relatou que esperou dois pelo o resultado dos exames e que não trouxeram notícias boas.
-Terei que me manter forte, pois passar por tudo isso novamente não vai ser fácil, mas vou conseguir com muita fé no eterno Elohim! E muita dedicação no tratamento e voltarei mais forte do que nunca! #vai passar. Desistir nunca. Deus é bom!!!!-postou em sua conta no Instagram.


E MAIS:
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por LANCE! (@lancedigital)

Facebook Lance Twitter Lance